Gestão participativa

Como implementar uma gestão participativa?

Cada vez mais incorporada à administração das empresas, a gestão participativa visa o desenvolvimento e alinhamento de ideias com a identidade, provocando o crescimento da organização. 

O cenário em que o gestor era o único que tinha razão e ideias que pudessem impulsionar o negócio não eram bem-vindas, já não são tão comuns como eram antes. Hoje o capital humano é tão valorizado como os investimentos financeiros.

Essa mudança radical de um modelo hierárquico rígido para um sistema mais maleável ainda causa dúvidas em muitos gestores e empreendedores. Então, nós resolvemos escrever este artigo com os benefícios da implementação da gestão participativa nas empresas. Confira. 

Entenda o que é gestão participativa

A gestão participativa, assim como o seu nome sugere, é uma administração em que toda equipe de uma empresa — independentemente do setor em que trabalha — está envolvida nas atividades propostas e realizadas pela companhia.

Nesse modelo de gestão, as decisões não são tomadas unicamente por quem ocupa o topo da cadeia hierárquica, mas são influenciadas por todos os colaboradores — as sugestões de ideias são incentivadas.

A administração participativa considera cada funcionário como parte fundamental para o desenvolvimento do negócio, por isso, ela possui como principal objetivo o engajamento no ambiente de trabalho. 

Por que é importante ter esse tipo de gestão?

Presente em muitas culturas empresariais, esse novo modelo de gestão participativa proporcionou um ambiente laboral mais agradável dentro de várias empresas. Além disso, possibilitou que todos os resultados e responsabilidades sejam de responsabilidade conjunta.

Para facilitar o entendimento da importância desse tipo de administração empresarial, nós, da Nexoos, compilamos em três itens os benefícios de implementar a gestão participativa. Veja abaixo.

Engajamento e alinhamento de pensamentos

Quando há uma integração de ideias gerada por essa administração participativa, fica mais fácil que todos os colaboradores se identifiquem com a imagem da empresa e busquem sempre trazer melhorias internas e externas — beneficiando funcionários e empreendedores.

O engajamento e alinhamento de ideias são palavras-chave ao se referir à gestão participativa. Esse sentimento é causado ao ter as suas opiniões levadas em consideração, criando motivação no ambiente de trabalho.

Estruturas de trabalho eficientes

Como consequência desse tipo de gestão de empresas, as estruturas de trabalho se tornam mais eficientes. A comunicação e a troca de informações se tornam um hábito rotineiro, que potencializa os resultados da companhia.

Sem a necessidade de sobrecarregar uma única pessoa, o ambiente laboral fica estimulante e as decisões se tornam mais assertivas.

Evolução e produtividade

Um dos principais aspectos da gestão participativa é que ela possibilita que o profissional se desenvolva mais rapidamente do que em outros tipos de gestão. Isso pode ser visto como um incentivo para que o colaborador se empenhe mais e afete diretamente a produtividade da empresa.

Como aplicar a gestão participativa?

Caso você queira aplicar a gestão participativa no seu negócio, existem alguns itens que precisam ser verificados na empresa antes que qualquer atitude seja tomada. Confira.

  • Conheça a opinião dos colaboradores sobre a administração atual;
  • Compartilhe as informações relevantes da empresa,
  • Mostre os resultados conquistados.

Depois de fazer essa breve verificação e preparação do seu quadro de funcionários, o próximo passo é implementar medidas que os integrem e incentivem a participação e colaboração.

Abrir espaço para críticas e comentários

Implementar esse tipo de administração requer que o topo da cadeia hierárquica esteja disposta a ouvir críticas, já que uma das medidas é abrir portais ou espaços que possibilitem que denúncias e comentários sejam feitos.

Quando as ideias são levadas em consideração e implementadas, mais colaboradores vão se sentir motivados em seus cargos.

Compartilhar responsabilidades e méritos

Compartilhar de responsabilidades é uma das consequências da gestão participativa, que gera o sentimento de pertencimento dentro de uma empresa. Outro aspecto, que influencia a união de uma equipe é o reconhecimento dos méritos.

Seja por meio de uma bonificação, parabenização ou uma promoção, o importante nesse caso é mostrar que o funcionário é respeitado e valorizado, criando dois sentimentos essenciais: motivação e engajamento.

Promover eventos inclusivos 

A promoção de eventos é outra estratégia usada na valorização do capital humano na gestão participativa. Happy hours, almoços de integração e festas de fim de ano são alguns exemplos de ocasiões em que o empreendedor pode patrocinar situações em que os seus colaboradores possam se conhecer.

Precisando de ajuda para desenvolver o seu negócio? Conte com a Nexoos!

Quer saber mais sobre os tipos de gestão? No blog da Nexoos você tem acesso a vários conteúdos que vão te ajudar a desenvolver o seu empreendimento. Leia o artigo sobre gestão financeira e se quiser desenvolver ainda mais o seu negócio, conheça as nossas condições de empréstimos empresariais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Rolar para cima