Gestão financeira

Gestão financeira é fundamental para um negócio bem-sucedido

A gestão financeira é uma das funções administrativas essenciais para que uma empresa tenha sucesso e consiga pensar de forma sustentável um futuro. Ela é responsável pelo planejamento e controle dos recursos de uma organização, influenciando todos os setores, uma vez que cada área necessita de um orçamento para funcionar.

A gestão financeira empresarial se caracteriza pelo conjunto de procedimentos e ações administrativas relacionadas ao planejamento, execução, análise e controle das atividades financeiras do empreendimento. 

Por meio de uma visão análitica dos dados, é possível obter informações que serão fundamentais para a otimização dos resultados e uma gestão eficiente do negócio. Assim, é possível fazer redução dos gastos e destinar os recursos da melhor forma, visando bons resultados financeiros.

Frentes de ação da gestão

Pode-se definir três frentes de ação da gestão, sendo elas a do caixa no dia a dia, de investimentos e de crises. Veja como cada uma funciona.

Gestão do caixa no dia a dia

Significa administrar as entradas e saídas dos recursos financeiros, englobando desde vendas e prestação de serviços até pagamentos de salários e fornecedores. Ou seja, é basicamente a administração do dinheiro no dia a dia.

Gestão de investimento

Esse tipo de gestão se refere a momentos em que a organização quer expandir, abrir novas unidades ou modernizar os negócios. Para que isso seja alcançado, é necessário fazer investimentos e, antes, é importante analisar se as ações são viáveis economicamente e se será necessário fazer um empréstimo.

Antes de avaliar o empréstimo como uma coisa negativa, vale a consideração: não adianta usar recursos próprios e depois ficar sem capital de giro para manter as operações empresariais básicas.

Gestão de crises

A crise é muito comum, porém pouco comentada. Por isso, ao abordarmos a gestão financeira e orçamentária, não podemos deixá-la de lado. Fazer uma gestão de crise significa renegociar prazos e dívidas, lidar com protestos e ações de execução. É um período onde será necessário tomar decisões difíceis em tempos difíceis.

Para lidar com a situação da melhor maneira, não há fórmula mágica. No entanto, é essencial identificar a origem das dificuldades e pensar de forma estratégica quais são as áreas que precisam de uma resolução mais rápida e trabalhar de acordo com as prioridades.

Como ter uma gestão financeira eficiente

Primeiramente, é preciso ter a gestão de recursos financeiros como uma cultura empresarial e não enxergá-la apenas como um processo a ser realizado. Isso significa implantar critérios de investimentos prudentes, ter uma estrutura de custos enxuta e estabelecer indicadores para acompanhar resultados.

Por isso, manter a organização financeira de forma enfática no empreendimento possibilita uma otimização da estabilidade econômica. Para alcançar esse nível de gerenciamento financeiro empresarial, algumas ações devem ser implantadas:

Elabore um planejamento e orçamento

A gestão financeira da empresa deve estar baseada em um planejamento, onde são definidos objetivos e metas. Essas definições devem se ajustar à realidade e ao contexto vivido pela instituição.

Depois disso, é necessário estabelecer as estratégias para alcançar os objetivos. E, por fim, serão necessárias métricas para acompanhar os resultados das ações, que ajudam na mensuração de resultados e podem mostrar se será necessário fazer alguma mudança no planejamento.

Além disso, junto com a elaboração do planejamento, é necessário definir um orçamento. Dessa forma, é possível visualizar quais recursos serão alocados em cada área do negócio, ajudando na visualização das atividades prioritárias da organização.

Gerencie o fluxo de caixa

A gestão financeira para pequenas empresas e de grande porte precisa desenvolver e padronizar seus processos. Isso significa se concentrar nas previsões, no orçamento e no financiamento do caixa. Dessa forma, sabe-se como lidar com os procedimentos diários de cada área.

Nesses procedimentos estão incluídos os pagamentos, cobranças e aquisições que envolvem o departamento. Vale ressaltar que a gestão financeira do fluxo de caixa não engloba apenas o aspecto financeiro, mas vendas, desperdícios e cortes de custo.

Análise de indicadores econômicos

Depois da definição de metas e objetivos, manter uma análise frequente dos indicadores econômicos é crucial. Saber a previsão de lucratividade, o ROI e a margem de contribuição dos produtos ajuda na tomada de decisão dos gestores e evita a perda de dinheiro em situações de risco.

Utilize um software de gestão integrada

A tecnologia é uma parceira na otimização, organização e eficiência da gestão financeira de uma empresa. Sistemas de Enterprise Resource Planning (ERP) são capazes de consolidar todos os setores da empresa em um único sistema simples. Isso facilita a automatização dos processos e possibilita uma visão panorâmica do negócio.

Assim, agiliza-se a troca de informações entre os departamentos e é possível manter um acompanhamento em tempo real do fluxo de caixa. Essas facilidades irão beneficiar, inclusive, o trabalho do gestor financeiro.

Expansão empresarial é com a Nexoos

Fazer uma boa gestão financeira significa saber exatamente onde está e onde quer chegar. Para isso, solicitar um empréstimo empresarial pode ser a melhor escolha para expandir o negócio.

A Nexoos é uma plataforma de marketing lending que conecta empreendimentos e investidores. Tenha à sua disposição as melhores taxas de juros do mercado e consiga o seu crédito sem precisar oferecer garantias reais. Além disso, nosso processo é 100% on-line, rápido e seguro para a comodidade dos gestores e investidores!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Rolar para cima