Taxa Interna de Retorno (TIR)

Taxa Interna de Retorno (TIR): saiba como ela pode impactar seus investimentos com a Nexoos

O que é a TIR?

A Taxa Interna de Retorno, mais conhecida pela sigla TIR, ou em inglês IRR (Internal Rate of Return), é uma métrica utilizada para analisar o percentual de retorno financeiro de um projeto.

Para entender a TIR é necessário ter claro o conceito de “valor do dinheiro no tempo”. Esse conceito surge da relação entre juros e tempo, uma vez que uma quantia aplicada por um determinado período pode ser remunerada a uma taxa de juros pré-acordada. 

Quer entender mais? Acompanhe este artigo da Nexoos e saiba o que é a Taxa Interna de Retorno e como ela impacta seus investimentos.

Exemplo inicial da TIR

Uma pessoa que tem R$ 100,00 investidos a uma taxa de 10,0% ao ano (a.a.) teria o valor de R$ 110,00 ao final do ano. Essa mesma pessoa, com R$ 100,00 investidos a uma taxa de 21,3% a.a. durante 6 meses, teria o mesmo valor de R$ 110,00 ao final desses 6 meses.

Com esse exemplo podemos afirmar o seguinte:

  • A TIR de um investimento de um ano que aumenta o capital de R$ 100,00 para R$ 110,00 é 10,0% a.a,
  • A TIR de um investimento de 6 meses que aumenta o capital de R$ 100,00 para R$ 110,00 é 21,3% a.a.

Como calcular a TIR?

A TIR é a taxa de desconto que, quando aplicada ao fluxo de caixa das parcelas do empréstimo (representado abaixo) e trazidas ao valor presente, igualam o investimento inicial. Assim é descrita a definição da Taxa Interna de Retorno em uma representação gráfica:

 

calculo tir na mao

Saiba como calcular a Taxa Interna de Retorno:

o que é tir

Onde:

  • Investimento: valor do investimento inicial (valor bruto do empréstimo);
  • Parcela: parcelas vencidas e pagas incluindo encargos moratórios (multa e mora);
  • Saldo: valor principal do empréstimo;
  • Juros corridos: juros corridos da última parcela paga até hoje;
  • Prov.: provisionamento;
  • N: números de dias desde o início do empréstimo,
  • n: números de dias entre o início do empréstimo e a data de pagamento da parcela.

Com a Taxa Interna de Retorno e sua fórmula bem estruturada nos seus investimentos, você tem precisão sobre a rentabilidade que terá com o passar do tempo.

Cálculo da TIR dos investimentos Nexoos

Para se ter o percentual exato da TIR é preciso que a carteira de investimentos analisada possua todos os seus prazos e fluxos de valores definidos. 

No caso da Nexoos, não podemos estimar dessa forma, pois há o risco de atraso ou até mesmo não pagamento por parte das empresas. Portanto, para aferir diariamente a rentabilidade esperada, fazemos um pressuposto dos fluxos futuros dos empréstimos, considerando essas variáveis.

Com base na evolução da carteira Nexoos e no comportamento do mercado, implantamos a seguinte escala de provisionamento para estimar os fluxos futuros:

  • Até 29 dias de atraso no empréstimo: não provisionamos saldo devedor e incluímos juros corridos por atraso, pois a probabilidade de inadimplência é baixa;
  • De 30 a 59 dias de atraso no empréstimo: 50% de provisionamento do saldo devedor incluindo juros corridos por atraso. A probabilidade de inadimplência passa a ser considerável, estimamos que metade do saldo devedor será recuperado;
  • De 60 a 119 dias de atraso no empréstimo: 75% de provisionamento do saldo devedor incluindo juros corridos por atraso. A probabilidade de inadimplência é alta, estimamos que somente 25% do saldo devedor será recuperado,
  • Acima de 120 dias de atraso no empréstimo: 100% de provisionamento do saldo devedor incluindo juros corridos por atraso. Estimamos que o saldo devedor será perdido.

Adicionalmente, caso o tomador tenha realizado um pagamento nos últimos 40 dias, mesmo possuindo um boleto de data anterior atrasado, consideramos este um caso de recuperação. A data de pagamento do boleto dos últimos 40 dias é usada para calcular o novo atraso na régua de provisionamento.

Essa escala de provisionamento é uma estimativa da Nexoos, e não garantimos a recuperação dos empréstimos em atraso. Contudo, afirmamos que essa escala é conservadora.

Enfim, a TIR estimada da sua carteira na Nexoos é a média da TIR de cada empréstimo ponderado pelo valor investido e pelo prazo do empréstimo.

Dinâmica da TIR

A TIR sempre começa com o valor da taxa de juros e evolui conforme o tempo passa:

  • Quando o devedor paga com alguns dias de atraso, as multas e moras aumentam a TIR,
  • Quando o devedor atrasa mais de 30 dias, começa a cair nas regras de provisionamento e impacta negativamente a TIR.

Tenha a Nexoos na sua carteira de investimentos!

Oferecemos rentabilidade consistente em um investimento transparente e que desenvolve empresas brasileiras em ascensão no mercado. Somos regulados e autorizados pelo Banco Central para realizar empréstimos entre pessoas!

Clique aqui para conhecer tudo que a Nexoos pode te oferecer para a sua carteira de investimentos!

3 comentários em “Taxa Interna de Retorno (TIR): saiba como ela pode impactar seus investimentos com a Nexoos”

  1. HENRIQUE DE SOUZA AVILLA

    Como será o procedimento para a movimentação da conta para efeito de saques: Faço o pedido e a Nexoos emite TED? Ou efetua Transferência? Para realizar investimento: Caso tenha saldo suficiente, o valor será debitado em minha conta? Caso não tenha saldo suficiente, efetuo depósito por transferência ou por TED direto em minha conta?

  2. No descritivo não está claro se a TIR da NEXOOS considera os rendimentos brutos ou líquidos de impostos. Poderia especificar, por favor?

    Obrigado!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Rolar para cima