Ativo intangível

O que é ativo intangível da sua empresa?

Você sabe qual é o nome dado ao termo que calcula o valor de uma patente da sua empresa? É ativo intangível, um termo desconhecido pela maioria dos gestores, apesar de ser muito importante para o crescimento de qualquer negócio no seu setor de atuação.

Presente nos relatórios contábeis e balanços patrimoniais, esses ativos representam o valor da organização do mercado. Por isso, neste artigo, nós vamos explicar o que é ativo intangível e a sua importância, além de te ajudar a como calculá-lo. Veja.

Entenda o que é um ativo intangível

Definido como um bem de uma empresa que não existe fisicamente, o ativo intangível é visto tanto como um valor financeiro como um valor representativo no mercado. O exemplo mais comum e atual é a patente de um software. Confira outros exemplos.

  • Marcas;
  • Patentes;
  • Franquias;
  • Capital intelectual;
  • Know-how;
  • Direitos autorais;
  • Direitos de exploração de serviços públicos,
  • Fundo de comércio adquirido.

Os bens intangíveis, além de não terem uma forma física, possuem outras características, como gerar benefícios à sua empresa, representar valor no mercado e possibilitar a negociação entre outros empreendedores.

Importância para sua empresa

Também conhecido como CPC intangível ou CPC 04, ele garante às instituições que os possuem maior grau de importância no mercado — gerando privilégios em algumas situações.

Além de garantir um bom networking, o principal impacto desse ativo é na gestão a longo prazo. Já que um bom know-how e uma consolidação de marca, geram bases consolidadas em tempos de crises.

Como calcular o valor desse ativo?

Apesar de ser um bem não monetário, o ativo intangível possui o seu valor financeiro, que é determinado pelo CAPEX (Capital Expenditure) — quantia que foi gasta para que ele se tornasse realidade e o OPEX (Operational Expenditure), valor gasto na pesquisa para a produção do bem. 

Nós, da Nexoos, separamos alguns métodos usados pelos gestores financeiros, e contadores, além do CAPEX para apurar esse ativo. Veja.

Método de custo

Nesse método existem três opções para que você chegue até o custo do ativo intangível. Um deles é quando o gestor apura os gastos necessários para que outra organização possa clonar ou plagiar o seu bem.

Outra opção é você estimar os valores dos produtos usados durante a produção do ativo ou calcular o atual preço dos gastos que deram origem ao bem primário da sua empresa.

Método de mercado

No método do mercado, o gestor usará como referência um ativo intangível similar de outra empresa como referência. Assim, você terá noção de quanto o seu bem vale no segmento do mercado que a sua companhia atua.

Método de receita

Por meio desse método, o seu gestor financeiro irá calcular os possíveis benefícios que os seus ativos intangíveis podem trazer para a sua empresa futuramente. Utilizando as projeções do fluxo de caixa, você terá uma visão melhor desse efeito.

Registro dos ativos intangíveis

O registro dos ativos intangíveis são realizados pelos setores financeiros de cada empresa por meio do balanço patrimonial — somente os bens adquiridos ou comprados.

Como eles são bens que possuem valores financeiros e vida útil de longo prazo que podem ser comercializados, os ativos precisam estar registrados para que a gestão financeira seja feita de maneira eficiente — sem discrepâncias na contabilidade.

Vale ressaltar que os ativos intangíveis criados dentro da empresa não precisam estar nesses registros do balanço patrimonial, como a logomarca desenhada para o seu empreendimento.

Ativo intangível X Ativo tangível

A maneira mais simples de diferenciar os ativos tangíveis dos intangíveis é que os primeiros são físicos, como prédios, veículos e equipamentos, e os segundos são mais abstratos, além de serem mais difíceis de serem vendidos no mercado.

Outra possível comparação é que os ativos tangíveis são caracterizados como bens que sofrem degradação com o tempo, enquanto que os intangíveis, não. Também podemos destacar a possibilidade de amortização desse último, ou seja, a quantia investida no bem poderá diminuir com o tempo.

Um exemplo é na patenteação de um software. Para que ele continue atualizado, quem o criou deverá sempre estar modificando e implementando novos conteúdos para que ainda conquiste os usuários.

Empréstimo empresarial é na Nexoos!

Quer entender mais sobre os ativos da sua empresa e fazê-la crescer? Conheça a Nexoos! Nós somos uma plataforma de marketplace lending especializada em fazer a conexão entre empreendedores e investidores.

Aqui, na Nexoos, nós ampliamos as oportunidades de aporte do seu negócio e você consegue ter a aprovação do seu empréstimo empresarial em até dois dias úteis. Acesse nosso site e saiba mais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Rolar para cima