Crédito rotativo

Crédito rotativo: entenda o que é

O crédito rotativo é uma prática comum tanto entre pessoas como empresas, ou seja, pessoas físicas e jurídicas, respectivamente. Os empreendedores com desejo de investir no seu negócio e fazer com que eles prosperem, acabam por contrair dívidas altíssimas, em que a única solução é o rotativo do cartão de crédito.

Mas, afinal, você sabe o que é crédito rotativo? Essa modalidade de crédito pode ser entendida como um empréstimo com uma instituição financeira, em que o consumidor ou empreendedor paga qualquer quantia que não seja o valor integral da fatura.

Ele é uma alternativa encontrada por muitas empresas, quando não seguem o orçamento e direcionam o capital para setores em que o investimento não é urgente, tendo como solução dividir esse valor e se submeter a parcelas com juros.

Entenda o crédito rotativo

Para entender como funciona o crédito rotativo, é importante ressaltar o conceito de crédito rotativo. O seu exemplo mais conhecido é o valor de pagamento mínimo oferecido pelas instituições financeiras, mas, na verdade, ele é o pagamento de qualquer quantia que não seja o valor total.

As instituições podem oferecer esse tipo de linha de crédito tanto para pessoas físicas como jurídicas, que serão submetidas a uma análise para determinar as condições financeiras para pagar o limite oferecido.

O crédito rotativo só pode ser usado uma vez por mês e, se ainda não for possível pagar o valor integral da fatura no mês seguinte, a instituição financeira pode oferecer outra linha de crédito, que cabe ao portador do cartão determinar se é mais vantajoso pegar essa outra linha de crédito ou continuar com as parcelas rotativas.

Como os juros são cobrados?

Como qualquer outra aquisição de cartões, a empresa ou pessoa física é submetida a custos de anuidade, além do pagamento de juros se forem recorrer ao crédito rotativo.

Por exemplo, se você possui uma fatura com o total de R$ 500 e o valor mínimo a ser pago é de R$ 85, os juros incidirão sobre a quantia restante R$ 425. Na fatura, tanto on-line quanto física, estará especificando as taxas de juros para a fatura atual e a próxima.

Os juros para esse tipo de operação são considerados muito elevados no mercado financeiro, podendo chegar ao percentual de 300% ao ano. O CNPJ ou CPF inscrito podem ficar negativados para outras transações, se a dívida alcançar proporções extremas.

Quais os perigos do crédito rotativo?

O crédito rotativo é uma função do cartão de crédito automática, em que feito o pagamento de um valor menor que a quantia integral da fatura, o parcelamento é realizado automaticamente. Por isso, ao mesmo tempo que “salva” muitas empresas, também pode ser o primeiro passo para o endividamento, mostrando a importância de entender o que é crédito rotativo.

Quando é feito o parcelamento, o empreendedor está aceitando pagar um dos juros mais altos do mercado financeiro. Além da incidência das taxas de juros sobre as parcelas, tem também os encargos acumulados a cada mês.

Novas regras do crédito rotativo

Com o objetivo de diminuir as taxas de juros que as instituições incidem sobre a modalidade de crédito rotativo, a CMN (Conselho Monetário Nacional), criou novas medidas que entraram em vigor em 2018.

Elas seguem as mesmas regras que foram inseridas em 2017, pelo Banco Central e a CMN, que limitava o uso do crédito rotativo para uma vez ao mês. Se após os 30 dias ainda não for possível pagar a dívida, o empreendedor pode parcelar por meio de uma outra linha de crédito. Confira algumas mudanças:

Pagamento mínimo

Uma das mudanças realizadas em 2018 foi a obrigatoriedade do pagamento mínimo de 15% do valor total da fatura. Essa era quantia que deveria ser paga para não ser considerado inadimplente e entrar no crédito rotativo, com incidência de juros e multas. Agora, o valor do pagamento mínimo é decidido pela instituição financeira. 

Taxas diferentes

Com as novas regras, o crédito rotativo e como funciona a cobrança são ainda mais importantes. Agora as instituições financeiras não podem cobrar taxas de juros diferentes para quem está inadimplente. A norma antiga determinava:

  • aqueles que pagavam o valor mínimo entravam no crédito rotativo e eram atribuídos juros menores;
  • aqueles que pagavam o valor menor que o mínimo eram considerados inadimplentes e ficavam com juros maiores.

Agora, uma taxa de juros regular foi determinada para todos, mas a instituição ainda pode cobrar uma multa de 2%, paga uma única vez e juros, com o percentual máximo de 1%.

Invista em inovação, conheça a Nexoos!

Agora que você sabe o que significa crédito rotativo, procure soluções inovadoras para investir no seu negócio. A Nexoos é uma plataforma de marketplace lending, que junta empreendedores e investidores em um único lugar.

Nós oferecemos segurança, rapidez e processos 100% on-lines. Conheça essa nova modalidade de investimento e empréstimo empresarial que chegou no país, conheça a Nexoos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Rolar para cima