mercado financeiro

As projeções de investimento para o mercado financeiro em 2020

Após anos de crise, o cenário de 2020 começa a se desenhar com uma expectativa otimista mais consistente para o mercado financeiro brasileiro. A previsão do PIB de 2019 foi elevada, enquanto a taxa Selic atingiu o menor patamar, em 4,5% ao ano — medida que pretende impulsionar a economia.

Acompanhar essas mudanças é essencial para o investidor que quer manter alta rentabilidade e investir no mercado financeiro hoje da melhor forma. Por isso, pensando no cenário de 2020, separamos algumas informações importantes que vão ajudar a formar uma carteira de aplicações estratégica.

Inflação e taxa Selic em 2020

Apesar das oscilações da inflação no final de 2019, a projeção do mercado financeiro para 2020 se mantém estável em 3,60%. A porcentagem está abaixo da meta de inflação que deve ser perseguida pelo Banco Central, de 4% no próximo ano.

Para alcançar a meta, o BC (Banco Central) usa a Selic (taxa básica de juros) como um instrumento. Atualmente, o Comitê de Política Monetária (Copom) definiu a previsão para 2020 em 4,5% ao ano. 

Quando a taxa Selic entra em queda, a tendência é o crédito ficar mais barato, incentivando o consumo e a produção. Dessa forma, reduz-se o controle da inflação, de forma a estimular a atividade econômica. 

A renda fixa nesse cenário

O Brasil já foi conhecido como o “país da renda fixa”, porque, por muito tempo, a taxa básica de juros permaneceu em níveis altos. Há três anos, chegou a 14,24% e, nos anos 2000, estava em torno de 19%. Esses números são favoráveis para o investidor com aplicações em renda fixa.

No entanto, a previsão de 2020 muda esse cenário. A renda fixa está nos menores patamares da história, por causa da baixa inflação e da Selic que atingiu sua mínima histórica. Por isso, o investidor que quer se beneficiar do mercado financeiro e de capitais precisa procurar alternativas rentáveis.

Isso significa procurar opções que vão além do Tesouro Direto e do CDB. Uma das formas de investir com alto retorno e sem a exposição às volatilidades do mercado é por meio de plataformas de marketing lending, por exemplo. 

A modalidade peer-to-peer promove o encontro de investidores e empresas. Dessa forma, é possível emprestar crédito e receber o montante com juros. O rendimento é maior que o das opções tradicionais de renda fixa e pode ser uma boa opção para os investidores conservadores explorarem novas modalidades.

Renda variável está em alta

Quem quer investir no mercado financeiro em 2020 precisa pensar na diversificação da carteira de aplicações. O Ibovespa teve alta de quase 30% em 2019, e de 150% nos últimos quatro anos. Ainda há espaço para novas altas, mas para se beneficiar delas é necessário saber escolher em quais ações investir.

Organizações do segmento de varejo e consumo podem ser boas opções, além das empresas ligadas ao governo, que vêm apresentando ótimos retornos. Então, as perspectivas para os acionistas estão positivas.

Outra maneira de investir no mercado financeiro de renda variável é por meio dos fundos de investimento. Assim como no caso das ações, é preciso analisar o segmento e suas projeções futuras. Os índices imobiliários, por exemplo, estão encerrando 2019 com alta de 25%.

Cenário internacional merece atenção

Entendendo o mercado financeiro: apesar das projeções, a economia é volátil e, além da política nacional, o contexto internacional também é relevante. Por isso, acompanhar o cenário político e econômico dos outros países ajuda a mensurar os possíveis impactos nos países emergentes, como o Brasil.

A guerra comercial entre Estados Unidos e China pode trazer medidas protecionistas que venham a impactar o comércio global negativamente, podendo gerar uma desaceleração econômica. Além disso, a eleição presidencial norte-americana traz incertezas ao mercado financeiro.

Invista em economia real

A baixa na inflação e na Selic não precisa ser vista de maneira negativa. Na verdade, isso mostra que o mercado financeiro brasileiro está mais estável e as perspectivas são positivas. 

Nesse cenário otimista, a economia passa a se movimentar com novos investimentos em setores de infraestrutura, por exemplo. Por isso, a economia real é uma das melhores alternativas. Afinal, o investidor estará injetando um montante em projetos de alto impacto com retorno para ele e para a sociedade.

Esse tipo de investimento tem alta rentabilidade e pode ser feito de diversas formas. Existem fundos que investem na economia real e eles são ideais para quem busca ganhos a longo prazo. Além disso, outra maneira de investir é oferecendo crédito para empresas que buscam expansão.

A Nexoos é uma plataforma de marketplace lending que conecta investidores e empresas. Dessa forma, é possível investir em empresas e ter retornos entre 14% e 63% ao ano. O investidor escolhe onde vai investir e qual será o valor, além de fazer tudo on-line e receber pagamentos mensais.

Investimento em economia real é com a Nexoos!

Para quem quer investir com bom rendimento, a economia real é uma boa alternativa. Com a Nexoos, você escolhe em quais empresas quer investir e recebe o pagamento das parcelas mensalmente. Ou seja, é uma alternativa para variar a carteira de aplicações, com garantia de retorno acima da média.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Rolar para cima