Investimentos31 de agosto de 2021 Tempo de Leitura: 9 minutos

Por que ser um investidor na Nexoos? Cuidados e como começar

Por Redação Nexoos

Investir em peer-to-peer é um assunto que tem atraído cada vez mais investidores. A modalidade, também conhecida como empréstimo coletivo, ou entre pessoas, possibilita o investimento em pessoas e empresas privadas, com base na economia compartilhada. 

Sabia que você pode ser um investidor na Nexoos e aplicar em P2P? Mais conhecida como P2P lending, essa é uma modalidade de crédito e, ao mesmo tempo, de aplicação, que é mais simples e ágil. Além de as taxas serem mais vantajosas tanto para os tomadores de empréstimo quanto para os investidores. Assim, se torna uma excelente opção para a diversificação da carteira de investimentos. 

Contudo, o P2P ainda é uma modalidade que gera dúvidas aos investidores. Será que ela é segura ou vale a pena? Pensando nisso, reunimos neste artigo as principais informações e cuidados para que você comece a investir em peer-to-peer. Então, aproveite a leitura!

O que é a tecnologia peer-to-peer (P2P)? 

Antes de aprender sobre como investir em P2P Lending, vamos entender mais sobre o que é a tecnologia peer-to-peer. 

A tecnologia peer-to-peer trata de softwares de compartilhamento de arquivos. Um exemplo que podemos usar é o Torrent. Assim como o usado na existência das criptomoedas e em métodos de comunicação, como o Skype. 

Esses softwares compartilham os arquivos pela internet. Mas não existe um servidor geral para este armazenamento. Nesse caso, são os usuários que disponibilizam os dados para que os demais busquem os arquivos nas suas máquinas. 

Ou seja, cada computador funciona como um servidor e cliente ao mesmo tempo. Assim, quando você usa alguns softwares, como os citados anteriormente, está conectado a uma rede P2P.

Essa inovação permitiu unir duas pontas de uma transação. No peer-to-peer lending, por exemplo, essas duas partes são os investidores que desejam investir em negócios para ter rentabilidade e empreendedores que precisam de crédito empresarial. 

O que é peer-to-peer lending? 

o que é p2p

O P2P é uma modalidade alternativa para os investidores aplicarem o seu dinheiro. Funcionando em vários países, incluindo Estados Unidos, Inglaterra e China, esse modelo de aplicação permite que empresas consigam fazer empréstimos diretamente de pessoas físicas e jurídicas. O processo funciona como um investimento coletivo. 

O diferencial é que o pagamento é feito a juros menores, se comparado aos praticados pelas instituições financeiras tradicionais. Ou seja, o investidor arca com menores encargos. Não há taxa de administração, por exemplo, comum em algumas aplicações. 

Assim, a rentabilidade esperada para o investidor acaba sendo maior Na Nexoos, quem investe em peer-to-peer pode ter retornos de até 42% ao ano, ou seja, rendimentos superiores a aplicações como CDB e Tesouro Direto. 

No caso da Nexoos, o investidor recebe de volta a sua aplicação por meio de parcelas mensais. Ou seja, há mais rentabilidade do que aplicações com datas longas de vencimento, dado que o investidor consegue sacar os rendimentos todos os meses e reinvestir esse dinheiro.

Esta modalidade abrange diferentes tipos de investidores e de variados perfis. Ou seja, quem é mais conservador, por exemplo, mas já tenha ampliado os seus investimentos em outros meios de aplicações, pode investir no P2P lending, alocando uma pequena parcela da carteira nesta modalidade. 

Vale ressaltar que, ao investir, é sempre importante pensar em estratégias de diversificação e diluição dos riscos. 

Quando esse investimento surgiu? 

O investimento peer-to-peer lending foi criado em 2005, por meio de uma plataforma digital inglesa, a Zopa. Ou seja, essa é uma modalidade relativamente recente no mercado financeiro.  

A modalidade ganhou espaço no Brasil a partir de 2011 e segue em crescimento no mercado, principalmente com os avanços no âmbito tecnológico e regulatório, que contribuem para aprimorar as soluções neste mercado e a democratização do acesso ao crédito no país. 

Outro fator foi o aumento do empreendedorismo, incluindo no meio digital. Esse foi um dos cenários que também contribuiu para o crescimento do investimento P2P. Segundo dados da Global Entrepreneurship Monitor, em 2020, o Brasil bateu recorde dos últimos 20 anos em quantidade de empreendedores. 

Peer-to-peer é seguro? 

Assim como em outras modalidades de investimentos, investir em peer-to-peer também apresenta certos riscos. Afinal, não há aplicação que seja totalmente livre de riscos, volatilidade e oscilações. 

Podemos destacar que o maior risco dessa forma de investimento coletivo é a inadimplência da empresa tomadora de crédito.  Além disso, para evitar que esse problema aconteça, a Nexoos faz uma avaliação completa de todas as empresas que estão disponíveis para investimento. 

O que é uma fintech?

Para entender sobre como investir em peer-to-peer, vamos pontuar sobre as fintechs e como ela se encaixa nessa forma de negócio. 

Com o termo em inglês, formado pela junção das palavras financial (financeiro) e technology (tecnologia), as fintechs são empresas que ajudam na resolução de problemas com rapidez, praticidade, economia e segurança. Tudo isso, usando inovações e tecnologias de ponta. 

Elas se tornaram uma forte tendência no mercado financeiro, com inovações que se destacam entre o grande público. Ou seja, as fintechs disponibilizam diversos serviços financeiros, como cartões de crédito, empréstimos e investimentos, incluindo o investimento P2P. A intenção é baratear, acessibilizar e tornar os serviços financeiros menos burocráticos

Apesar de esse investimento coletivo ser relativamente novo, as empresas peer-to-peer crescem em um rápido ritmo, devido à grande demanda de empresas que necessitam de empréstimos, de forma facilitada. 

Vantagens dos investimentos coletivos

vantagens dos investimentos coletivos

Investir em peer-to-peer é uma forma de investimento coletivo. Nessa modalidade, os investidores aplicam os seus recursos para as empresas que precisam de recursos e se cadastram nas plataformas, como a Nexoos. Existem muitos negócios desta categoria no Brasil, que fazem um diferencial no mercado financeiro e na sociedade.

O financiamento coletivo é reconhecido pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Esse órgão estipula os requisitos para que estas empresas possam atuar. Isso garante mais segurança nos procedimentos.

O investimento coletivo é indicado para investidores que têm o valor mínimo estipulado pela plataforma e desejam ajudar no crescimento e andamento de uma empresa ou projeto. Com menores burocracias, o processo se torna  mais fácil e rápido, com vantagens e diferenciais importantes. 

Confira a seguir quais são os principais vantagens de investir em peer-to-peer

Diversificação da carteira de investimentos

Para ser um bom investidor, é fundamental que ele diversifique ao máximo a sua carteira de aplicações financeiras. Mas claro, sempre deve escolher os investimentos de acordo com seu perfil de investidor. Assim, tudo se torna mais fácil e prático de investir em peer-to-peer. 

Essa diversificação funciona como uma proteção para o investidor. Afinal, no mercado financeiro sempre se diz que é um risco colocar todos os ovos na mesma cesta. Ou seja, você dilui os riscos e possíveis prejuízos. Então, não aplique o seu patrimônio em uma única fonte. 

Mitigação dos riscos 

Apesar de ser uma forma de investimento que apresenta certos riscos, os investimentos coletivos ainda apresentam menos chances de perder dinheiro. Antigamente era preciso uma grande quantia de dinheiro para aplicações fossem feitas nos  investimentos. 

Mas com o  investimento coletivo, esse processo é facilitado, pela mediação da empresa especializada com o solicitante do empréstimo e o investidor, que tem a sua carteira de aplicações diversificada, visando lucros expressivos no mercado financeiro.

Além disso, por ter outros investidores envolvidos e outros valores, assim como os lucros são diluídos entre os participantes, os riscos também são. Ou seja, você não arca com tudo sozinho. 

Potencial de retorno

Investir em peer-to-peer lending na Nexoos tem o potencial de retorno maior do que outros investimentos a. Dependendo da aplicação, a rentabilidade pode chegar até 42% ao ano.

Networking

Outro fator importante no mercado de investimentos é o networking, ou seja, os contatos necessários para fazer boas aplicações e ter oportunidades de fechar bons negócios. 

O networking está relacionado a uma rede de contatos onde pessoas trocam informações e conhecimentos. E conhecimento nunca é demais!Assim, com todas essas vantagens apresentadas, fica bem claro que um investimento coletivo pode ser uma excelente forma para quem quer começar a investir ampliar a sua rede de contatos profissionais, 

Vantagens de investir em peer-to-peer lending

vantagens de investir no peer to peer

Investir em peer-to-peer permite que empresas possam fazer empréstimo de dinheiro diretamente com investidores. Isso garante uma rentabilidade maior que as aplicações convencionais.

Alguns outros benefícios de investir em peer-to-peer são: 

Sem taxas administrativas

Além de fugir do processo burocrático, investir em peer-to-peer também não apresenta taxas de administração, como as estipuladas por corretoras de valores e bancos, por exemplo. 

Nessas empresas, em cada operação realizada é cobrada uma taxa. Ou seja, uma porcentagem de seu investimento será convertido nesses pagamentos e você não tem retorno. 

E no peer-to-peer lending, tudo é feito em uma plataforma online, de fácil uso, que não cobra taxas adicionais para os serviços. Bem mais simples, não acha? 

Domínio sobre o investimento

Outra vantagem que a plataforma do P2P lending oferece é que o investidor sabe exatamente para onde vai o seu dinheiro. 

Na Nexoos, você tem acesso a todas as informações das empresas onde pode investir, com relatórios periódicos sobre o desempenho e retornos nas aplicações. Assim, você sabe exatamente para onde sua aplicação está indo e de onde a sua rentabilidade está vindo. 

Cuidados ao investir em peer-to-peer

cuidados ao investir no peer to peer

Além das vantagens, é preciso tomar certos cuidados quando for investir em peer-to-peer. Por isso, preste atenção que abaixo separamos os principais. 

Certifique se pode investir em P2P

A modalidade de investimentos P2P lending atende a diferentes tipos de perfis. E ele é voltado desde o conservador até o agressivo. 

Por isso, antes de investir em peer-to-peer, verifique qual o seu perfil e se este tipo de investimento é o ideal para a sua realidade financeira e para o momento que a sua carteira se encontra. 

Pesquise a melhor plataforma 

Se você decidiu que investirá em peer-to-peer e quer saber qual a melhor forma para isso, é necessário analisar três pontos, que são: 

  • como a plataforma analisa as empresas e modelos de crédito;
  • como ocorre a formalização das operações e qual o título emitido para oficializar o investimento;
  • qual serviço a plataforma vai lhe oferecer se houver inadimplência. 

Esses pontos são muito importantes para escolher a melhor plataforma para se investir e garantir o melhor retorno deste investimento.

Avalie as opções disponíveis 

O investidor que procurar a melhor fintech que opera em P2P deve entender seus critérios de análise para liberação de crédito às empresas. 

Para isso, faça a sua própria pesquisa, analisando as empresas que trabalham com esta plataforma. Busque em sites como o “Reclame Aqui” e comentários em redes sociais, por exemplo. 

Outro ponto, é avaliar as fiscalizações e certificações que a fintech tem para funcionar. Como dito, a Nexoos é regulamentada pelo Bacen e atende a todos os critérios de segurança cibernética. 

Diversifique seus investimentos

Por último, é importante reforçar que um investidor deve diversificar a sua carteira de aplicações. Isso dá mais segurança para o retorno financeiro. 

Portanto, o investidor deve apostar em mais de uma empresa, variando os investimentos para que os riscos de perder dinheiro sejam os mínimos possíveis. 

Assim, mesmo que ocorram atrasos ou inadimplência no investimento P2P, uma outra aplicação  poderá minimizar os danos. E os seus lucros serão otimizados, com os juros obtidos dos valores aplicados em outras empresas. 

Como a Nexoos funciona? 

A Nexoos funciona conectando investidores interessados em negócios promissores a empreendedores que precisam de recursos. Operando no modelo marketplace lending, avaliamos as empresas que fazem solicitação de empréstimo empresarial e, as aprovadas, ficam disponíveis para receberem recursos. 

Todas as segundas, quartas e sextas-feiras, a partir das 20h30, a Nexoos disponibiliza Pequenas e Médias Empresas que precisam de crédito em nossa plataforma. 

Para isso, o empreendedor precisa fazer a solicitação em busca de empréstimo, e o investidor faz o cadastro na plataforma para investir.

Assim que a empresa capta o valor total dos investimentos correspondente ao valor do empréstimo aprovado, empresa e investidor fazem a assinatura digital do contrato. Com tudo acordado e finalizado,  em até 2 dias úteis o dinheiro estará disponível na conta da empresa.

Como ser um investidor na Nexoos? 

como ser um investidor na nexoos

Após aprender tudo sobre como investir em peer-to-peer, vamos explicar como você pode se tornar um investidor na Nexoos. Aqui, o processo é online, rápido, seguro e sem taxas ocultas. 

Para ser um investidor é simples. Basta fazer o seu cadastro na nossa plataforma, clicando em “Quero Investir”. Feito isso, vamos analisar o seu cadastro. Sendo aprovado, você escolhe qual empresa deseja investir e os valores disponíveis para aplicação. 

Para investir na Nexoos pela primeira vez, você precisa:

  • Ter uma conta em seu nome em um banco 
  • Se cadastrar no site;
  • Preencher o perfil de risco;
  • Enviar uma cópia digital do documento (RG/CNH) e comprovante de residência;
  • Ter R$6mil para iniciar, que é o valor mínimo
  • Você não pode ser Pessoa Politicamente Exposta (PPE).

Por que ser um investidor na Nexoos? 

Todo investidor busca a mesma coisa: o maior e mais seguro rendimento para seu dinheiro. Porém, o gráfico de risco/retorno das aplicações mais comuns segue uma linha reta, isso quer dizer que aquelas que possuem um retorno alto têm, ao mesmo tempo, um risco alto.

E é justamente nisso que o P2P lending mais se destaca. Essa aplicação possui ótimos retornos, que variam de 17,5% a 25,5% ao ano (para efeito de comparação, o retorno do CDB gira em torno de 13% a.a.), ao mesmo tempo que fornece uma grande segurança ao investidor.

Isso porque a Nexoos controla o risco, selecionando empresas sólidas através de um rígido processo de análise de crédito. Vindo para a Nexoos, você tem a chance de impulsionar negócios rentabilizando cerca de 42% ao ano (dependendo das condições da sua aplicação). 

Quer diversificar a sua carteira de maneira rápida, segura e sem taxas altas? Venha hoje mesmo ser um investidor na Nexoos. Basta acessar o nosso site e fazer o seu cadastro.

Redação Nexoos

Compartilhe este Artigo   

Investimentos Nexoos

Deixe seu comentário

Os comentários estão fechados.

Comentários

"Bom Dia, Quero saber e "reclamar ao mesmo tempo" o porque? Que eu como iniciante, não posso fazer a aplicação na abertura "com todos os aplicadores juntos". É por este motivo que ainda não investi com a nexoos. Pois só sobram as com retorno menores. Me desculpe do meu relato. Grato Hermelino Godói"

Hermelino Francisco Ch Godói - 5 outubro, 2019

"Realmente este seguimento de investimento vem crescendo entretanto não sabemos qual o verdadeiro nível de segurança, como posso entender esta diferença com a nexoos?"

JEODENI VILAS BOAS LIMA - 18 setembro, 2019

"Oi, Paulo! Tudo bem? Tem alguma dúvida? Estamos à disposição :)"

Clara Fontes - 15 maio, 2019

"Estou iniciando e aguardando instruções."

Paulo Sergio do Amaral - 23 abril, 2019

Precisa de dinheiro para impulsionar seu negócio?

Insira o valor desejado entre R$15.000,00 e R$500.000,00 para iniciar sua cotação.

Artigos Relacionados

Inscreva-se em
nosso Blog!

Receba, em primeira mão, conteúdos exclusivos sobre empreendedorismo e investimentos.