Investimentos8 de fevereiro de 2022 Tempo de Leitura: 5 minutos

Saiba como funciona o rendimento da poupança

Por Redação Nexoos

rendimentos da poupança

Você sabe como funciona o rendimento da poupança? O investimento mais tradicional do mercado  conta com o maior número de investidores do Brasil, ainda assim, muitos não sabem como ele funciona, nem como seus rendimentos são calculados.

Segundo a pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), 65% das pessoas colocam o seu dinheiro na poupança, dado que reflete sua força entre a população.

Com 25%, a segunda opção mais citada é guardar o dinheiro em casa, alternativa que não traz rendimentos para o investidor. 

Esses dados indicam o perfil conservador do brasileiro na hora de investir. Porém, seja qual for o seu perfil de investimento, saber mais sobre os ativos tradicionais é uma boa ideia para, quem sabe, diversificar a sua carteira. 

Confira mais sobre essa modalidade de investimento!

 

Como o rendimento da poupança funciona?

A caderneta de poupança é uma conta de Renda Fixa que oferece um rendimento mensal, basta ter uma conta deste tipo em alguma instituição financeira. O rendimento da poupança é o mesmo em todos os bancos e ele é creditado na conta a cada 30 dias, sempre no dia de aniversário mensal da aplicação.

Ou seja, se você aplicar na poupança no dia 15 de um mês, no dia 15 do próximo mês ele apresentará o rendimento estipulado. No caso das aplicações serem feitas nos dias 29, 30 ou 31, a data passa para o dia 1º do mês seguinte.

O rendimento da poupança só é considerado após o período de 30 dias. Caso você retire parte do dinheiro antes desse prazo, o valor apresentado será o do mês anterior.

Muitos escolhem investir na poupança, porque ela é uma modalidade de investimento que não exige nenhum tipo de taxa de manutenção. Além disso, ela tem cobertura do FGC (Fundo Garantidor de Crédito), que é limitada a R$ 250 mil por CPF e instituição financeira.

 

Taxas

Entre os benefícios da poupança, o fato dela não cobrar taxas é o principal. Assim, nenhuma instituição pode cobrar tributos, e ela também é isenta no Imposto de Renda. Porém, existem outros investimentos mais vantajosos que não exigem a declaração, como LCI, LCA, debêntures incentivadas, entre outros.

 

Liquidez imediata

Em segundo lugar, temos a liquidez que é outro atrativo desse investimento, pois você consegue sacar o dinheiro sempre que for necessário, de qualquer valor e de forma rápida.

 

Mas é importante destacar que a poupança não é o único tipo que oferece essa vantagem, na verdade, existem CDBs e o Tesouro Selic como alternativas competitivas.

 

Garantias

Também vale ressaltar que a poupança oferece a proteção do FGC (Fundo Garantidor de Créditos). 

Ele funciona da seguinte forma: caso a instituição financeira pare de funcionar e você tenha dinheiro aplicado na caderneta, é possível receber até R$ 250 mil, com base em depósitos e investimentos. O limite para garantias pagas é de R$ 1 milhão, a cada 4 anos.

 

Mercado imobiliário

Quando você investe na poupança, 65% do capital aplicado é destinado ao mercado imobiliário, de forma obrigatória. Portanto, mais da metade do seu dinheiro guardado, só pode ser usado pelas instituições financeiras, com objetivo de oferecer empréstimo para quem busca comprar um imóvel.

 

Pessoa Jurídica

Se você tem uma empresa ou é PJ, essa opção pode não ser favorável para o seu negócio. O motivo disso é que além da baixa rentabilidade, os resultados surgem apenas a longo prazo. Por exemplo, se você depositar uma quantia que não completou um mês, não vai chegar a receber os juros mensais.

 

Como calcular o rendimento da poupança?

A rentabilidade da poupança é igual em todos os bancos, porque ela é baseada na taxa Selic, que é a taxa básica de juros da economia brasileira. São feitas duas contas diferentes para calcular os juros da poupança. Veja:

  • Caso a taxa Selic feche o ano com uma porcentagem inferior a 8,5%, a poupança renderá 70% da Selic no período;
  • Se a taxa Selic fechar o ano com uma porcentagem superior a 8,5%, o valor que ela renderá será a taxa referencial, mais 0,5% ao mês;
  • A taxa referencial é o resultado da média de rendimentos dos juros prefixados dos CDBs (Certificado de Depósito Bancário).

 

Rentabilidade dos investimentos de Renda Fixa

A poupança é considerada um investimento com baixa rentabilidade em comparação a outros títulos de Renda Fixa, como CDB e Tesouro Direto, no entanto, ela é a única, entre esses títulos, que é isenta de Imposto de Renda (IR). 

Confira abaixo um comparativo entre a rentabilidade da poupança e dos outros títulos citados. As taxas elencadas são brutas, ou seja, sem desconto do Imposto de Renda no caso do CDB e Tesouro Direto. Os números são referentes ao dia 27 de outubro de 2021. Confira:

  • Poupança: 5,43%;
  • CDB de 110% do CDI: 6,97%,
  • Tesouro Direto prefixado 2024: 12,05%.

Se você prefere uma aplicação com maior possibilidade de ganho, confira as soluções financeiras da Nexoos! 

Oferecemos rendimento de 100% do CDI na Conta Nexoos, o que traz ganhos maiores que os da poupança, enquanto você decide como quer reinvestir o seu capital.

 

Vale a pena investir na poupança?

Os juros da poupança apresentam rendimentos baixos quando comparados com outros investimentos do mercado financeiro, no entanto, ela é uma boa opção para quem está juntando um montante ou quer retirar o dinheiro a qualquer momento

Porém, ela não é uma boa opção para quem deseja obter ganhos maiores. Afinal, a rentabilidade é baixa, podendo ser até negativa. Em setembro de 2021, o retorno foi de -7,46% a.a, o pior rendimento da poupança desde outubro de 1991, quando foi de -9,72% a.a, segundo dados da Economatica.

De qualquer forma, mesmo que a rentabilidade de poupança seja pequena, vale deixar o seu capital investido nela, e não em contas correntes comuns, por exemplo. Nessas contas, o dinheiro não rende, tornando a poupança uma opção melhor. 

Por ser atrelada à taxa Selic, a caderneta de poupança é um dos investimentos mais seguros do mercado, já que você pode realizar saques a qualquer momento, seja qual for o tempo aplicado. 

O site do Banco Central possui um simulador da poupança para você saber quanto o seu dinheiro rende na conta. Nele, é possível conferir também o rendimento da poupança ao longo da história da caderneta.

 

Aumento na Taxa Selic e inflação: quais os efeitos no Rendimento da Poupança?

 

No final de outubro de 2021, o Banco Central decidiu aumentar a taxa Selic de 6,25% a.a para 7,75% a.a, e os especialistas dizem que esse número ainda pode superar os 8,5% até o final do ano, devido à alta na inflação.

Dessa forma, o principal efeito nos rendimentos da poupança é que ela vai entregar um retorno maior de 0,44% a.m e 5,43% a.a, porém continuará perdendo para a inflação que está em 8,96%.

Ou seja, apesar da rentabilidade crescer, ela não será tão vantajosa como o CDI, por exemplo, pois a evolução dos rendimentos não acompanha a velocidade da inflação, já que a taxa Selic está abaixo da inflação, há mais de um ano. 

O resultado disso é que o preço médio das mercadorias será maior do que o valor do retorno da poupança.

Exemplo prático:

No passado, quando você investia R$ 1.000,00 reais, o rendimento era de R$ 43,80, que resultava em R$ 1.043,80 ou 4,38% a.a. Por outro lado, agora o rendimento vai ser de R$ 54,30, que significa R$ 1054,30 ou 5,43% a.a

Portanto, a solução para se proteger da inflação é apostar em uma carteira de investimentos diversificada, com opções de juros como o CDI.

 

Como funciona o rendimento na Nexoos

Na Nexoos, você encontra taxas de retorno que variam de 14% a 60% ao ano e acompanham as mudanças do mercado e inflação. 

Todas as empresas que estão disponíveis para receber aportes passam por um rigoroso processo de análise de crédito, que avalia e pontua o risco de cada investimento.

Dessa forma, você pode investir em pequenas e médias empresas de todo o Brasil, com retorno superior à média do mercado e ajudando a desenvolver a economia local, tudo isso sem burocracias e 100% online. 

Fale com a nossa equipe e saiba mais sobre as soluções financeiras do nosso marketplace lending!

 

investimento p2p

Redação Nexoos

Compartilhe este Artigo   

Deixe seu comentário

Os comentários estão fechados.

Precisa de dinheiro para impulsionar seu negócio?

Insira o valor desejado entre R$15.000,00 e R$500.000,00 para iniciar sua cotação.

Artigos Relacionados

Inscreva-se em
nosso Blog!

Receba, em primeira mão, conteúdos exclusivos sobre empreendedorismo e investimentos.