informe de rendimentos

Quais os pontos importantes de um informe de rendimentos?

O planejamento financeiro dentro de uma empresa é parte fundamental para garantir a sua prosperidade, já que o controle de gastos possibilita a visão geral da situação da companhia.

Entre os documentos obrigatórios, segundo a legislação, que garantem essa manutenção, está o informe de rendimentos. Gerado por empresas e entregue aos funcionários, ele comprova as quantias gastas com capital humano no período de um ano.

Ficou interessado? Neste texto, você conhecerá os aspectos principais desse documento: desde como obter o informe de rendimentos até os seus prazos e considerações na hora da emissão.  

Entenda o informe de rendimentos

Também conhecido como comprovante de rendimentos, o informe é um documento no qual devem estar constados, de forma acumulada, os valores gastos por uma empresa com capital humano no período de um ano.

Usado como holerite e comprovante de renda por pessoas físicas, o informe de rendimentos pode ser divididos em várias modalidades, já que um indivíduo pode ter diversas maneiras de incrementar o seu orçamento. Confira os informes mais comuns:

  • Empresarial;
  • Bancário;
  • INSS,
  • Corretora de investimentos.

Vale ressaltar que este é um documento que pode ser entregue tanto por uma via impressa como por um arquivo digital — dispensando o informe de rendimentos físico.

Prazo dos informes

De acordo com a Receita Federal, todas as empresas pagadoras de serviços devem emitir e entregar os informes de rendimentos até o último dia útil de fevereiro, antecedendo a data para as pessoas físicas iniciarem a declaração do Imposto de Renda (IRPF).

No extrato do IRPF, precisam estar constadas as informações do comprovante entregue pelas empresas. Assim, é importante que todas as informações estejam corretas, para que empresa não tenha que passar por uma investigação fiscal — malha fina.

Prazo 2020

Neste ano, os empreendedores e seus gestores tiveram até o dia 28 de fevereiro para enviar aos seus funcionários e clientes — caso de organizações que prestam serviços em que há retorno financeiro, como a Nexoos — a declaração de rendimentos referentes ao ano de 2019.

Essas informações, além de serem essenciais para a Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física  — que vai até dia 29 de abril —, são importantes para que a Receita Federal faça a conferência das despesas da empresa, verificando se houve sonegação.

Considerações ao elaborar o informe de rendimentos

Quando for elaborar o informe de rendimentos, existem algumas situações às quais você precisa se atentar. Apesar desse documento ser mais atrelado às pessoas físicas, ele também abrange algumas pessoas jurídicas. 

Sócios com pró-labore mensal maior que R$ 1.903,98, ou anual superior a R$ 28,559,70, se enquadram nessa situação. Assim como colaboradores contratados pelos microempreendedores (MEI).

O primeiro passo ao montar o seu informe é identificar todos os envolvidos — indicando a fonte pagadora e beneficiária. Além desses itens, há outros pontos a serem discriminados, veja:

  • Total de rendimentos tributáveis;
  • Desconto do INSS;
  • Rendimentos tributáveis retidos na fonte, como o 13º salário;
  • Imposto de Renda, se for retido na fonte;
  • Despesas com planos ofertados pela empresa,
  • Possíveis rendimentos isentos, como férias.

Saiba as consequências para as empresas que cometem erros ao emitir esse informe

Além de ficarem retidas em malha fina até que as correções das informações sejam realizadas, as empresas autoras dos informes de rendimentos ficam sujeitas a multas — variando os valores de cada penalidade.

As situações nas quais alguma informação foi alterada e o valor é menor do que deveria ser declarado, a taxa de penalidade é de 300% sobre a quantia “errada” que foi informada para a Receita Federal.

Outro caso que demanda a atenção dos empresários é quando o funcionário informa à Receita o não recebimento do documento. Nesse caso, a empresa fica sujeita ao pagamento de uma multa, que hoje está no valor de R$ 41,43.

Faz negócio com a Nexoos? Confira o nosso informe de rendimentos

Agora que sabe para que serve o informe de rendimentos, veja como a Nexoos faz. Todos os anos, nós disponibilizamos em sua plataforma on-line o informe de rendimentos, para que o cliente possa acessá-lo e baixá-lo. Nele, você poderá encontrar  dois tipos de arquivos:

  • Informe de rendimentos: aplicações realizadas durante o ano-calendário de 2019 pela Nexoos,
  • Relatório de ativos: é o registro dos empréstimos com dois meses de atraso e que foram cedidos ao cliente.

Em alguns informes, ainda terá o campo chamado “Rendimento Líquido” zerado. Porém, esse item só aparece quando o pagamento integral do empréstimo não foi feito e ainda haverá a incidência das taxas de juros.

Fique atento ao prazo da Declaração de Imposto de Renda, que vai até 29 de abril. Ao fazer parte da equipe de investidores Nexoos, você tem acesso aos informes de rendimento, baixando-os em nossa plataforma.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Rolar para cima