custos fixos e variáveis

Custos fixos e variáveis: conheças as suas características

Uma empresa precisa ficar atenta aos seus gastos e movimentações financeiras. Nesse sentido, conhecer seus custos fixos e variáveis é parte fundamental do processo de controle que um negócio precisa exercer para seguir crescendo.

Esses gastos impactam diretamente na lucratividade, custeio e organização financeira de qualquer empresa. Este artigo trará o que são os custos fixos e variáveis, suas características, importâncias e dicas sobre como atuar nas duas frentes. Vamos lá!

O que são os custos fixos e variáveis?

Dentro de uma empresa, saber gerenciar seus custos é uma das características fundamentais dos empreendimentos de sucesso no mercado. Eles são divididos, na maioria das vezes, em custos fixos e variáveis.

Para te ajudar a entender como eles são separados na realização de um planejamento orçamentário, nós trouxemos as definições de cada item nos tópicos abaixo. Confira.

Custos fixos

O custo fixo dentro de uma empresa é o capital dedicado ao pagamento de serviços, produtos e tributos que não sofrem alteração. Isso quer dizer que independentemente do volume de produção e serviços, esse valor continuará o mesmo.

Alguns exemplos em uma companhia são o pagamento do aluguel, prestações de um empréstimo, manutenção de equipamentos e serviços terceirizados. Vale ressaltar que esses valores podem ter variações, mas são menores que os custos variáveis — reajuste do aluguel, por exemplo.

Custos variáveis

Diferentemente da definição dos custos fixos, o custo variável tem a característica de acompanhar o ritmo com que a empresa produz um produto ou oferece um serviço, alterando os seus valores. Ou seja, dependendo do material que a organização utilize, os gastos podem ser maiores ou menores.

À primeira vista, a divisão entre custos fixos e variáveis pode ser encarado como algo definitivo, mas os gastos podem alterar de fixo para variável ao analisar cada caso. Nesses casos, são levados em consideração a natureza do negócio e como ele atua no mercado.

Assim, como os gastos fixos como a folha de pagamento podem virar um custo variável — em casos de horas extras —, o pagamento de contas de luz e água, que todo mês apresenta alterações, pode ser classificado como custo fixo, dependendo de como é feita a cobrança.

Importância de conhecer os custos de um negócio

Entender o que são custos fixos e variáveis e como dividi-los no seu empreendimento é uma das etapas importantes para que você consiga avaliar a sua “saúde” financeira.

Pensando em como auxiliar você a entender a importância das despesas variáveis e fixas  da sua empresa, a Nexoos separou os itens abaixo.

  • Facilita a visualização do desempenho: ao conhecer os seus custos, o seu gestor financeiro é capaz de identificar os meses em que o desempenho foi maior, ou seja, aumento nos custos variáveis — produção de serviços e produtos;
  • Auxilia na gestão financeira: entender para onde são direcionados os seus gastos possibilita um melhor planejamento financeiro seja elaborado;
  • Determina os preços: a composição do valor de um produto, por exemplo, leva em consideração os custos fixos e variáveis, além da porcentagem de lucro. Por isso, seus valores afetam no momento de definir a quantia a ser cobrada,
  • Evidencia possíveis margens para ações: com o valor que será reinvestido na empresa definido, você conhece a margem — o resto do capital — que poderá ser aplicado em ações para atrair clientes.

Cuidados na gestão de custos

Para qualquer tarefa que envolva os registros de entrada e saída do caixa de uma empresa, o responsável deve tomar certos cuidados para que, no seu fechamento, não haja discrepâncias enormes, que vão demandar tempo e capital a mais. Confira abaixo alguns cuidados que você deve ter ao separar os custos fixos e variáveis.

Verificar os custos adicionais

Ao separar os custos fixos de uma empresa, você consegue determinar quais gastos estão como excedente, possibilitando que o seu gestor financeiro os direcione a outro setor ou corte do orçamento.

Atente-se se esse for um cenário possível dentro da sua organização, já que a identificação desses gastos leva tempo. 

Realizar o controle constante do fluxo de caixa

É importante, que sejam feitas atualizações constantes na separação em custos fixos e variáveis. Como falamos nos tópicos acima é mutável a maneira com que uma empresa classifica determinada despesa. Com essas atualizações, você consegue ter controle do fluxo de caixa e das finanças do seu negócio.

Venha fazer parte da inovação com a Nexoos!

Quer empreender de uma maneira inovadora? A Nexoos é uma plataforma, que trabalha com o modelo marketplace lending, novo no mercado brasileiro. Nós conectamos investidores e empresas em busca de crédito com processos 100% on-line.

Na Nexoos disponibilizamos conteúdos como esse para que você invista e solicite empréstimo empresariais sem medo. Acesse nosso site e conheça esse conceito inovador.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Rolar para cima