4 formas de captar recursos para sua startup

O californiano Alykhan Karim queria captar recursos para startup. Recém-chegado ao Brasil, ele tinha em mente a ideia de comercializar vinho pela internet e oferecer uma curadoria — algo já praticado em empresas americanas.

Gustavo Caetano queria fazer uma plataforma de produção de vídeos online. Desenvolveu a ideia quando era apenas um universitário há alguns anos. Mas precisava de um aporte financeiro expressivo, algo na casa dos 100 mil dólares para contratação da equipe e o desenvolvimento da tecnologia.

Já Kai Schoppen e Florian Otto pensaram em desenvolver um market place para revenda direta de acessórios e bijuterias por diversos canais. Lá em 2012, os dois sócios não tinham nem ideia de como começar.

O que esses empresários têm em comum? Um plano de negócio, vontade de crescer e a necessidade de captar recursos para startup. Foram atrás de opções viáveis de financiamento, conseguiram levantar a quantia que precisavam, e viram seus negócios triunfarem.

Aqui nesse post, vamos mostrar quais são as melhores formas de conseguir dinheiro para tirar a sua ideia do papel e colocar em prática. Assim, você pode economizar tempo e encurtar o caminho até a realização desse sonho. Confira!

Como captar recursos para startup?

Hoje em dia, Karim está na startup Sonoma com acesso mensal de mais de 100 mil visitantes. Já Gustavo está à frente da Samba Tech, com lucro registrado de 30 milhões. A revenda de acessórios virou a startup Juv, a qual ainda na fase inicial atraiu ao menos mil revendedoras para comercializar os produtos por canais não convencionais — como as redes sociais.

Mas como eles conseguiram? Nesse caso, os três tiveram um investimento anjo. No entanto, existem outras maneiras de conseguir dinheiro para seu projeto e expandir a sua empresa, que você vai conhecer a seguir:

1. Encontrando um sócio investidor

Uma boa maneira de conseguir levantar capital é encontrar um sócio investidor que aposte na sua tecnologia em troca de uma participação acionária. O ideal é que essa figura também seja um mentor para a sua startup.

2. Conseguindo um investimento anjo

Pessoas físicas ou fundos de investimento que oferecem recursos financeiros em troca de uma participação do negócio são chamados de investidores anjo. São empresários que atuam como mentores e conselheiros — e também veem potencial de sucesso na sua empresa.

3. Buscando uma plataforma online de empréstimos

Uma ideia nova no Brasil são as plataformas online, como a Nexoos, que te colocam em contato com investidores que podem aplicar dinheiro na sua empresa em troca de taxas baixas. Para tentar uma captação nesse sentido, você cadastra e solicita um empréstimo em vez de ir ao banco.

4. Conseguindo aporte governamental

A FAPESP oferece o programa PIPE para financiar via fundo perdido as pequenas empresas que tenham uma tecnologia inovadora e ajudá-las a finalizar o desenvolvimento do produto, levando-as ao mercado. Assim, o programa aceita desde empresas que ainda não possuem CNPJ até as startups.

O PIPE é uma boa alternativa para levantar o capital que você precisa, no entanto, são poucos os projetos considerados realmente inovadores para receber esse tipo de recurso. Sem contar que a sede da empresa precisa ser no Estado de São Paulo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This
Rolar para cima