Empreendedorismo19 de maio de 2017 Tempo de Leitura: 4 minutos

Como funciona a taxa de juros de empréstimos?

Por Redação Nexoos

A taxa de juros é muito importante na hora de buscar recursos junto a bancos e financeiras. Ela funciona como compensação financeira para quem disponibiliza o valor emprestado ou faz um investimento.

Por melhor que pareçam algumas condições, como prazos prolongados, carência e número de parcelas, o mais importante é dar atenção aos juros, pois eles podem tornar o dinheiro recebido muito caro. 

É fundamental avaliar as opções disponíveis e buscar taxas mais baixas em bancos e linhas de crédito diferentes. Quer entender mais a respeito? Nós, da Nexoos, preparamos este artigo para você!

Custos de um empréstimo

Se engana quem pensa que apenas a taxa de juros influencia no valor final de um empréstimo. Outros fatores impactam o total a pagar, como, por exemplo:

  • Prazo: quanto maior ele for, mais juros você pagará, já que a pessoa ou empresa que emprestou o valor tomado ficará mais tempo sem recebê-lo;
  • Taxas bancárias: tarifas para abrir e renovar crédito, para manter sua conta ou transferir seus recursos para outro banco podem encarecer sua dívida,
  • IOF: obrigatório para qualquer transação, o Imposto sobre Operação Financeira é calculado sobre o valor que você pede emprestado e está embutido nas parcelas, aumentando o valor final.

Para determinar todas as taxas de juros existentes no mercado, existe a taxa SELIC, que é considerada a taxa básica da economia brasileira. Quem determina sua porcentagem é o Governo.

Na hora da escolha, avalie todos os custos que você terá para tomar um valor emprestado e calcule, somando o total das prestações, o quanto vai, de fato, pagar. Esse custo é chamado de CET (Custo Efetivo Total)

O que é Custo Efetivo Total?

O CET representa o preço total que você paga pelo dinheiro que toma emprestado. Como os valores citados acima também são embutidos no saldo devedor, os juros efetivos acabam saindo mais altos que o contratado.

O CET, então, representa a taxa que você realmente paga pelo dinheiro. Comparar os CETs de suas opções é uma forma clara e simples de escolher o empréstimo mais vantajoso. Confira as taxas que podem ser incluídas em um empréstimo:

  • taxa de juros efetiva: a formação e incorporação dos juros coincide com a taxa referida. Exemplo: taxa de 3% ao mês com capitalização mensal;
  • taxa de juros nominal: a formação e incorporação dos juros não coincide com a taxa referida. Exemplo: taxa de juros de 3% ao mês com capitalização trimestral;
  • taxa de análise de crédito: cobrada pelo custo gerado no processo de análise de crédito feita pela instituição que concede o empréstimo;
  • taxa de abertura de crédito: proibida há 10 anos, pode ser vista com outros nomes, mas exercendo a mesma função;
  • taxas administrativas: cobrada pelas instituições por administrar o capital investido,
  • IOF (Empréstimo sobre Operações Financeiras): taxa cobrada em cada operação, com recolhimento proporcional ao valor operado.

Vale lembrar que existem variações de taxas de acordo com a instituição que faz o empréstimo, podendo envolver cobranças como taxa de manutenção e transferência.

Por que algumas taxas para empréstimo são mais baixas que outras?

Quanto menos garantia o banco tiver de que vai receber o montante emprestado, mais altas serão as taxas de juros. Por isso, financiamentos de veículos e imóveis costumam ter juros bem mais atrativos. 

Além disso, a maioria das operações de créditos são cobertas por seguradoras que ressarcem os bancos se o cliente ficar inadimplente. Empréstimos sem muitas garantias, com maior grau de risco, não contam com esse seguro, se tornando, para o cliente bancário, muito mais caros.

Quais as opções de empréstimo mais atrativas?

De acordo com as premissas acima, podem ser mais atrativos:

1. Financiamentos de veículos

Carros, motos e caminhões, por exemplo, possuem linhas de crédito específicas. Nelas, o veículo é dado como garantia do empréstimo e fica alienado fiduciariamente ao banco até a quitação total da dívida. 

Ou seja, o proprietário utiliza o bem, mas não pode efetuar venda ou transferência para um terceiro enquanto existir débito a ser pago. No período de tempo que a dívida estiver em aberto, o devedor arcará com a taxa de juros do financiamento normalmente.

2. Financiamentos imobiliários

Da mesma forma que os financiamentos de veículos, os empréstimos para compra de casas e apartamentos também têm taxas muito atrativas, porque o imóvel fica preso ao contrato até o pagamento da última parcela.

3. Créditos em consignação

Esses são aqueles empréstimos em dinheiro, nos quais as parcelas são debitadas diretamente da folha de pagamento do devedor. Nessa modalidade, o tomador não precisa declarar qual será a função do valor adquirido. Há opções para:

  • servidores públicos;
  • aposentados;
  • pensionistas;
  • funcionários de empresas com folha de pagamento no banco e contrato para desconto direto no holerite.

4. Factoring ou antecipação de recebíveis

Uma empresa de Factoring ou mesmo uma instituição bancária permite que um empresário ofereça seu saldo a receber de vendas parceladas (cheques, boletos, etc.) em troca de crédito.

Chamada também de antecipação de recebíveis, essa alternativa faz com que a empresa tenha dinheiro para usar como capital de giro, mesmo vendendo a prazo.

Apesar de ser uma alternativa interessante, é preciso estar atento aos percentuais que o Factoring fica de seus recebíveis, pois alguns podem ter taxas bem altas.

5. Leasing

O leasing, ou arrendamento mercantil, é uma opção de crédito semelhante ao aluguel de um veículo. Nesse caso, você, como cliente, paga pela utilização de um bem, com a possibilidade de se tornar proprietário dele ao final do contrato, caso desejar.

Cresça com a Nexoos

Seu negócio não pode parar de crescer. Por isso, nós da Nexoos queremos te ajudar oferecendo capital de giro com taxas acessíveis para a sua empresa. 

Nossa atividade é regulada e autorizada pelo Banco Central, o que traz mais credibilidade para atuar no mercado. Confira nossas condições e faça uma simulação de empréstimo agora!

Redação Nexoos

Compartilhe este Artigo   

antecipação de recebíveis arrendamento mercantil cet custo efetivo total empréstimo consignado Empréstimos empréstimos com baixas taxas de juros factoring financiamento de automóvel financiamento de imóvel iof leasing

Deixe seu comentário

Os comentários estão fechados.

Precisa de dinheiro para impulsionar seu negócio?

Insira o valor desejado entre R$15.000,00 e R$500.000,00 para iniciar sua cotação.

Artigos Relacionados

Inscreva-se em
nosso Blog!

Receba, em primeira mão, conteúdos exclusivos sobre empreendedorismo e investimentos.