Empreendedorismo1 de outubro de 2021 Tempo de Leitura: 7 minutos

Black Friday: 5 dicas para sua empresa estar preparada nesse dia!

Por Redação Nexoos

header black friday

Falta pouco para começar um dos maiores eventos do ano para o varejo, a Black Friday! Essa data é uma das mais aguardadas pelos consumidores e geralmente representa uma concorrência bastante acirrada entre lojistas.

Com isso, apostar em um bom planejamento para esse período é muito importante para que seu negócio obtenha vantagens competitivas e alavanque as vendas. Boa leitura!

 

Qual é a origem da Black Friday?

De forma tradicional no comércio norte-americano, a passagem do dia de Ação de Graças marcava o início de vendas para o Natal e festas de fim de ano. Então, a sexta-feira após essa data comemorativa se tornou uma grande oportunidade no varejo.

Essa “tradição” existe desde a época de 1950, mas se popularizou apenas nos anos 80.

No Brasil, a Black Friday começou a ser realizada em 2010 e vem ganhando mais força ano a ano. Apesar do evento sempre acontecer na 4ª sexta-feira de novembro, o impacto nas vendas não costuma ficar limitado a esse dia, já que muitas lojas aproveitam a oportunidade para diminuir seus preços durante a semana do evento, com a chamada “Black Week”, na segunda-feira seguinte, com a “Cyber Monday”, ou até durante todo o mês com o “Black November”.

Esse ano, a Black Friday será no dia 26 de novembro!

 

O potencial da Black Friday no comércio online e offline

A Black Friday já se tornou o maior evento do varejo brasileiro ao longo dos anos, superando até mesmo o Natal!

Em 2020, mesmo sendo um ano no qual o varejo foi bastante impactado pela pandemia do COVID-19, a Black Friday teve sua maior edição online. Apesar disso, segundo o Índice Cielo de Varejo Ampliado (ICVA), o faturamento total do comércio físico e online, durante a Black Friday de 2020, apresentou uma queda de 14,5% em comparação com 2019. Mas ainda assim, essa data ultrapassou as vendas do Natal de 2020.

Mesmo diante do desempenho menor do ano anterior, o avanço da vacinação da população brasileira e a flexibilização das restrições impostas durante o período de quarentena, fazem com que o setor varejista se mantenha confiante com relação às vendas da Black Friday de 2021

Afinal, segundo a Pesquisa Mensal de Comércio do IBGE, as vendas de varejo apresentaram um crescimento histórico desde 2000, com quatro meses seguidos de alta em 2021. Em julho desse ano, elas aumentaram 1,2% em comparação ao mês anterior!

Boa parte disso é devido ao crescimento dos e-commerces, que fazem as vendas digitais ganharem mais espaço na Black Friday. De acordo com o relatório Neotrust/Compre&Confie, a Black Friday foi responsável por 7,6 milhões de compras nos e-commerces brasileiros em 2020 (somando as vendas de quinta e sexta-feira), o que representa um aumento de 31% em relação ao ano anterior.

Outro estudo, realizado pelo UOL, aponta que 47% das pessoas pretendem comprar por meios digitais durante o evento em 2021, um aumento de 6% em relação a 2020; 15% vão optar por lojas físicas (4% a mais em relação a 2020); e 38% afirmam que usarão tanto a internet, quanto lojas físicas

 

O que é preciso para uma empresa estar preparada para a Black Friday?

Se a sua empresa quer aproveitar ao máximo para alavancar suas vendas na Black Friday de 2021, é fundamental que você comece a se planejar o mais cedo possível. Para te ajudar, preparamos algumas boas práticas, que você confere a seguir:

 

1. Se organize para atender a demanda 

Manter-se organizado antes da Black Friday é crucial. Você pode planejar suas ofertas e descontos com antecedência, usando um sistema de gestão. Para isso, o sistema deve permitir que você organize as vendas e rastreie o estoque (no caso de produtos), com facilidade.

Você pode descrever quais produtos ou serviços quer colocar à venda, determinar quanto pode pagar para descontar os preços e agendar as datas de início da venda, por meio desse sistema. Então, quando a Black Friday chegar, você estará preparado para colocar o plano de vendas em ação!

 

2. Invista em Marketing

A próxima dica é fundamental em qualquer cenário, mas quando o assunto é Black Friday ela ganha ainda mais importância. A seguir, conheça as principais estratégias de marketing que podem ajudar a alavancar as vendas da sua empresa:

 

Entenda o comportamento da Black Friday nas redes sociais

O marketing de mídias sociais costuma ser uma das formas mais baratas e rápidas de alcançar milhares de clientes em potencial.

Então, vale a pena montar um cronograma de postagem nos canais de sua empresa. Para isso, certifique-se de preparar algumas semanas de conteúdo para deixar os clientes animados com o grande dia.

Uma dica é configurar uma contagem regressiva em suas redes, desde a semana anterior à Black Friday, para engajar seus seguidores com um rastreador diário.

Outro ponto é compartilhar descontos exclusivos por esses canais. Mas, lembre-se que,  a maioria das empresas oferece descontos na Black Friday, então tente focar em um aspecto único da sua promoção, como um bônus adicional, em vez de apenas destacar o preço mais baixo.

Além disso, um levantamento da Globo, também mostra que o diferencial desse ano é que o perfil do consumidor está mais exigente. Ou seja, ele se preocupa com uma compra consciente, buscando seus direitos e uma boa experiência. 

 

Invista em anúncios

Chegamos em um fator crucial para o sucesso da sua campanha. Aqui, é importante investir mais nos seus anúncios, antes de começar a Black Friday.  

Essa é uma ótima solução de curto prazo para capitalizar o início frenético da temporada de compras de fim de ano. Para isso, é importante entender o seu público-alvo e em qual tipo de mídia faz mais sentido investir.

Mesmo que o seu negócio seja offline, o meio digital é inerente à vida das pessoas, então, é provável que esse seja o jeito mais eficaz de investir sua verba e ganhar visibilidade para sua loja nas mídias sociais e outros canais digitais. 

Com essa visão, otimizar os públicos é uma ótima maneira de garantir que suas campanhas de anúncios atendam os seus objetivos.

Afinal, quando um cliente pesquisa por um termo que corresponda a sua palavra-chave, o anúncio entra em um leilão para determinar se ele será exibido.

O custo para cada palavra-chave será diferente dependendo da sua qualidade, concorrência e outros fatores. Para entender essa qualidade, cada palavra-chave tem uma pontuação, que é baseada na taxa de cliques esperada, relevância de anúncios e experiência de página.

 

Aqueça as vendas com o E-mail Marketing

Os clientes sabem que a Black Friday está chegando e eles esperam os e-mails de promoção de suas marcas favoritas. 

Esse é um canal valioso, pois os clientes oferecem seus dados de contato e você pode alcançá-los com mensagens personalizadas e informativas sobre a Black Friday.

Você pode recebê-los pelo nome e listar algumas ofertas da Black Friday, com base em suas compras anteriores.

Além disso, é importante segmentar sua lista de contatos. Embora você tenha um público-alvo, nem todos os seus clientes são iguais. Por isso, você pode segmentar os usuários por meio do e-mail marketing, para garantir que suas vendas atraiam diferentes perfis de consumidores.

 

3. Prepare o Time de Atendimento e Pós-venda

Durante a Black Friday, sua equipe deve ter como objetivo ajudar os clientes durante o processo de compra e a descobrirem produtos adicionais ou relacionados ao que buscam. Após realizar a venda, isso não significa que o contato acaba aí, na verdade esse é o momento de você explorar o relacionamento com o cliente, fazendo com que ele retorne a sua loja e faça compras durante todo o ano.

Pedir feedbacks é uma ótima maneira de mostrar aos consumidores, que você se preocupa com sua experiência de compra. Além disso, esses insights são valiosos para fazer mudanças em seus processos, sortimento de produtos e oferta de serviços, conquistando a confiança e lealdade do cliente.

O time deve estar preparado para realizar o melhor atendimento, seja presencial ou online. Para isso, é importante revisar suas políticas envolvendo vendas, pedidos, entregas, devoluções, trocas e reembolsos.  

Assim, para satisfazer as necessidades do cliente e fidelizá-lo, existem algumas boas práticas:  

  • Devido à transformação digital, mesmo que você tenha uma loja física, é fundamental ter um site ou canal de venda digital, assim, você terá mais um canal para vender e maior potencial de atingir mais consumidores;
  • Em seguida, não se esqueça de entregar uma boa experiência ao usuário, evitando lentidão durante a navegação ou atendimento;
  • Forneça informações de rastreamento para vendas online e procure trabalhar com prazos de entregas e custos de frete razoáveis, já que isso pode ser uma vantagem competitiva;
  • Processe as devoluções, trocas ou reembolsos em tempo hábil e sem estresse para o cliente;
  • Para a venda presencial, é indispensável seguir os protocolos de higiene para evitar a transmissão do coronavírus. Ou seja: permita a entrada de pessoas somente com uso de máscara, garanta boas condições de limpeza para os trabalhadores, higienize as superfícies e priorize a ventilação natural dos ambientes.

 

4. Garanta o estoque e a entrega dos produtos

A gestão de estoques e logística de uma empresa é um processo contínuo e que requer planejamento de médio a longo prazo. Portanto, ele deve ser iniciado o quanto antes para grandes eventos como a Black Friday. Esse planejamento e gestão são ainda mais importantes, pois o varejista muitas vezes precisará disso, sendo necessário definir algumas prioridades para atender seu público-alvo da melhor maneira

Em lojas físicas, por exemplo, os clientes provavelmente irão valorizar o sortimento e disponibilidade de produtos em loja, já em comércios eletrônicos, talvez o foco esteja no custo e tempo de entrega do produto. Então, se esse é um diferencial na sua empresa, saiba que é importante investir em uma boa transportadora, para realizar a entrega dos produtos no prazo.

Além disso, a estocagem é um ponto muito importante do varejo. Você trabalha para evitar, mas o risco de uma ruptura de estoque pode ser prejudicial ao seu negócio e fazer com que você perca vendas.

Você não só perderá vendas na Black Friday, mas também corre o risco de perder clientes, muitos dos quais podem não retornar, se você não conseguir atender a demanda por um produto que eles buscam. Portanto, é muito importante estar sempre atento ao seu controle de estoques, com ênfase em eventos tão importantes para o varejo como a Black Friday. 

Caso você não tenha uma quantia reservada para fazer a manutenção de seus estoques ou agilizar a logística para este período, e até mesmo investir em marketing, é possível recorrer a um empréstimo como Capital de Giro. Esse recurso pode te ajudar a resolver o problema de estoque, além de garantir o pagamento aos fornecedores, impostos, salários, entrega de produtos e demais custos operacionais.

Capital de giro pra sua empresa

 

5. Conte com o Empréstimo da Nexoos!

Ainda falando sobre o último tópico, você deve estar se perguntando: “Como posso adquirir esse Capital de Giro?”.

Hoje, existem diversas alternativas no mercado, que podem te ajudar a obter recursos para arcar com suas iniciativas para a Black Friday. Porém, antes de tomar qualquer decisão sobre qual produto escolher, é fundamental analisar as taxas e condições de cada opção. Assim, você consegue entender qual delas faz mais sentido para sua empresa e expectativa de fluxo de caixa futuro.

A missão da Nexoos é democratizar o acesso ao crédito às pequenas e médias empresas, fazendo a conexão entre elas e os investidores, em um processo 100% online e muito seguro.

Oferecemos empréstimos empresariais com taxas de juros competitivas e sem necessidade de apresentar seu carro ou imóvel como garantia.

Curtiu? Então, aproveite essa oportunidade, solicite um empréstimo em nossa plataforma e se prepare para a Black Friday!

Redação Nexoos

Compartilhe este Artigo   

Capital de Giro Empreendedorismo Nexoos pequenas e médias empresas pmes

Deixe seu comentário

Os comentários estão fechados.

Precisa de dinheiro para impulsionar seu negócio?

Insira o valor desejado entre R$15.000,00 e R$500.000,00 para iniciar sua cotação.

Artigos Relacionados

Inscreva-se em
nosso Blog!

Receba, em primeira mão, conteúdos exclusivos sobre empreendedorismo e investimentos.