Empreendedorismo3 de setembro de 2021 Tempo de Leitura: 4 minutos

13º salário: saiba como cumprir a lei sem comprometer o seu negócio!

Por Redação Nexoos

header 13 salário

O abono salarial, conhecido como 13º salário, é uma forma de remuneração extra entre os meses de novembro e dezembro. Esse benefício surgiu no Brasil com a Lei 4.090, e garante ao trabalhador, que tem carteira assinada, cerca de 1/12 do salário por mês trabalhado.

Para as empresas, esse processo pode ser desafiador para manter um fluxo de caixa saudável, mas hoje vamos mostrar como reverter esse cenário. Em primeiro lugar, entenda mais sobre esse benefício e como ele funciona.

 

Quem tem direito ao 13º salário?

A princípio, qualquer colaborador em regime CLT, seja ele trabalhador doméstico, rural, urbano ou avulso, do setor público ou privado têm direito ao 13º salário.

Assim, a partir de 15 dias de serviço registrados, o colaborador passa a ter direito a esse benefício.

Porém, também existem algumas exceções de colaboradores CLT que perdem o direito de receber esse abono, confira os principais casos:

  • quem teve mais de 15 faltas não justificadas; 
  • funcionários demitidos por justa causa;
  • pessoas sem registro em carteira ou MEI.

 

Como calcular o 13º salário?

Agora que você já sabe quais são os grupos que se qualificam para receber o benefício, chegou a hora de entender como funciona o cálculo de cada valor!

Vamos utilizar o seguinte exemplo: Adriana recebe o salário bruto de R$ 4.000,00 e trabalha há 9 meses na empresa. O cálculo se baseia em  dividir o valor do salário por 12 meses e depois multiplicá-lo pela quantidade de meses trabalhados.

4.000/12 = 333,33

333,33 x 9 = 2.999,97

Ou seja, R$ 2.999,97 será o valor do 13° salário de Adriana.

Vale ressaltar que no caso de horas extras, também ocorre um acréscimo no valor. Por exemplo, vamos considerar que a Adriana trabalhou, no total, 120 horas a mais ao longo dos 9 meses em que está na empresa.

Neste caso, será preciso dividir essas horas por 12 e depois multiplicar pelo valor da hora extra, que no caso de Adriana, é R$ 40,00.

120/12 = 10

10 x 40 = 40

Finalmente, conforme previsto na lei, some R$ 40,00 aos R$ 2.999,97 para chegar ao valor total de  R$ 3.039,97 como 13º salário!

 

Quando é preciso pagar o 13º salário em 2021?

Para responder essa pergunta, confira um trecho da Lei 4.090:

Art. 1º – No mês de dezembro de cada ano, a todo empregado será paga, pelo empregador, uma gratificação salarial, independentemente da remuneração a que fizer jus.

Portanto, a empresa deve pagar o 13º salário, no valor total, até o dia 30 de novembro, ou em duas parcelas. Nesse segundo caso, a 1ª parcela deve ser paga entre o dia 01 de fevereiro até 30 de novembro, depois, a 2ª parcela tem uma data limite até 20 de dezembro.

Se essas datas caírem em algum feriado ou final de semana, o pagamento deverá ser adiantado para o último dia útil.

As empresas que não pagarem a remuneração até a data do vencimento, terão que liquidar uma multa administrativa no valor de R$ 170,16 por colaborador, que pode ser dobrada em casos de reincidência. 

Além disso, o prejuízo continua, porque a empresa pode ser obrigada a fazer o pagamento do valor em atraso, o que reflete no Imposto de Renda e desconto do INSS, que deve ser descontado na segunda parcela.

banner 13 salário

 

Quais as vantagens da antecipação do 13º salário?

Apesar do senso comum acreditar que as vantagens de antecipar o 13º salário são limitadas aos colaboradores, também existem benefícios para a sua empresa. Descubra a seguir, quais são eles:

  • Aumento da produtividade: a antecipação desse pagamento vai influenciar na produtividade do colaborador, que se sentirá mais motivado, já que poderá usar os recursos antecipados para quitar dívidas ou fazer alguma compra/atividade que lhe traga felicidade, 
  • Retenção de talentos: atrair profissionais qualificados e fidelizá-los não é uma tarefa fácil, por isso empresas que trazem benefícios como o adiantamento do 13o podem se destacar no mercado 
  • Melhora no relacionamento com o colaborador: quando a empresa assume uma postura acessível para ajudar o seu colaborador, ela demonstra o interesse em ter uma boa relação de troca e confiança.

 

Como oferecer a antecipação para os colaboradores?

Bom, depois de ler os últimos parágrafos, se você está convencido de que fazer o pagamento adiantado é a melhor opção, saiba que é preciso realizar esse processo com antecedência e conforme a lei.

Nesse sentido, é fundamental avaliar o fluxo de caixa da empresa e entender se suas finanças são capazes de cumprir esse pagamento. Em seguida, vale a pena alinhar as melhores condições para cada colaborador, de acordo com o tempo que ele já trabalhou. Não existe um número ideal, mas, geralmente, o valor da antecipação do 13º fica por volta de 40% do total do benefício.

Porém, vale ressaltar que se você tomar a decisão de realizar o pagamento adiantado, ele deve ser feito em todos os departamentos!

 

Não tenho condições financeiras, e agora?

Se a sua empresa não possui recursos suficientes para oferecer a antecipação do 13º salário, o mais indicado é que você priorize o pagamento deste benefício dentro do prazo estabelecido por lei, para evitar as multas. 

Caso sua empresa esteja com fluxo de caixa apertado e com recursos limitados para realizar o  pagamento dentro do prazo, é possível recorrer a um empréstimo empresarial

Existem diversas opções de linhas de crédito no mercado que disponibilizam capital de giro para que sua empresa possa cumprir os pagamentos em dia. Porém, nesses casos, é sempre importante se atentar às condições dos empréstimos, já que muitos deles podem possuir taxas elevadas e prejudicar a saúde do seu negócio.

Felizmente, a Nexoos surge como uma alternativa que pode fazer toda a diferença para sua empresa, pois ela oferece empréstimos empresariais a taxas de juros bastante competitivas, a partir de apenas 1,14% a.m.

Também vale ressaltar que a Nexoos assume o compromisso de ajudar as PMEs, por meio de um modelo de negócio inovador que conecta empresas aos investidores, de forma rápida, fácil e 100% online. Tudo isso para que você possa escalar o seu negócio, com mais segurança.

Então, não perca mais tempo e solicite um empréstimo em nossa plataforma, agora mesmo!

Redação Nexoos

Compartilhe este Artigo   

empréstimo pequenas e médias empresas pmes

Deixe seu comentário

Os comentários estão fechados.

Precisa de dinheiro para impulsionar seu negócio?

Insira o valor desejado entre R$15.000,00 e R$500.000,00 para iniciar sua cotação.

Artigos Relacionados

Inscreva-se em
nosso Blog!

Receba, em primeira mão, conteúdos exclusivos sobre empreendedorismo e investimentos.