Empreendedorismo29 de novembro de 2021 Tempo de Leitura: 9 minutos

11 linhas de crédito para PMEs que você deve conhecer

Por Redação Nexoos

11 linhas de crédito para PMEs

 

Você já precisou solicitar crédito para sua empresa e se sentiu sem rumo? Afinal, com tantas linhas de crédito para pequenas e médias empresas, encontrar a ideal para o seu negócio é desafiador. Aliás, conseguir crédito é um dos maiores desafios para as PMEs mesmo diante das diversas opções.

Para algumas empresas, o empréstimo significa uma chance de continuar ativa e com as contas em dia, para outras, uma chance de investir em algo novo ou expandir. Mas independente do motivo, há uma linha de crédito ideal à necessidade do seu negócio.

Que tal encontrar a melhor linha de crédito para a sua empresa? Boa leitura!

 

Pronampe

Essa linha de crédito do Governo Federal tem como propósito para auxiliar pequenas e médias empresas a encararem a crise durante a pandemia da COVID-19 em 2020.

Com a proposta de oferecer juros mais baixos e prazos maiores, esse modelo eventualmente passou por três mudanças desde 2020 até o Poder Executivo a tornar uma política permanente de financiamento empresarial.

O crédito tem como destinação novos investimentos, compra de equipamentos, reformas ou pagamentos despesas, como salário da equipe e reforçar o estoque. Com exceção do uso para distribuição de lucros e dividendos entre os sócios do negócio.

Mas, assim como outros modelos de crédito, o Pronampe tem normas e regras:

  • Microempresas com faturamento de até R$ 360 mil por ano;
  • Pequenas empresas com receita anual de R$ 360 mil a R$ 4,8 milhões;
  • Empréstimos de até 30% da receita bruta anual;
  • Para novos negócios, o limite de crédito é de até metade do capital social ou de 30% da média do faturamento mensal.

 

Após algumas mudanças, a taxa de juros anual máxima do Pronampe é igual à taxa Selic, acrescida de 6%, e as empresas têm o prazo de 11 meses para começar a pagar. Além da obrigação de manter a equipe completa por até 60 dias após a última parcela.

As empresas interessadas em conseguir linha de crédito devem entrar em contato com instituições públicas e privadas autorizadas a fazer essa operação pelo Banco Central.

 

Crédito para pequenas e médias empresas do BNDES

Com o objetivo de auxiliar pequenas e médias empresas e repassar valores liberados pelo Governo Federal, o BNDES possui 3 linhas de crédito disponíveis: o crédito para folha de pagamento, a suspensão de pagamentos e o crédito para pequenas e médias empresas

Com o repasse feito por bancos privados e fintechs, as linhas de crédito possuem algumas diferenças entre elas. O modelo voltado para folha de pagamento, por exemplo, permite que a empresa financie até dois meses dos gastos com a equipe, porém todas as vagas devem ser mantidas. 

Já a linha de crédito para pequenas e médias empresas, por exemplo, deve ser usada para capital de giro e oferece juros de, em média, 15% ao ano. 

Por fim, a suspensão de pagamentos vale para empréstimos já realizados com o BNDES e permite o adiamento das parcelas em até seis meses. 

Com prazo de até cinco anos e taxa de juros composta pelo Custo Financeiro, pela Taxa do BNDES (1,25% ao ano) e pela Taxa do Agente Financeiro, o crédito para pequenas e médias empresas do BNDES beneficia empresas com faturamento de até R$90 milhões. 

Lembrando que a instituição financeira será a responsável pela análise de crédito e aprovação, além da negociação de prazos, taxas e garantias, de acordo as condições gerais definidas pelo BNDES. 

 

Antecipação de recebíveis

linhas de crédito

A antecipação de recebíveis é uma linha de crédito alternativa, através dela as empresas podem adiar o recebimento de valores antes do prazo previsto, utilizando prestações futuras como garantia ao crédito.

Geralmente, a negociação é feita através de duplicatas, carnês, cheques pré-datados ou até mesmo por meio da antecipação de valores recebidos por cartões de crédito, concedida por algumas operadoras. 

O maior benefício dessa linha de crédito é permitir que as empresas se comprometam apenas com o valor que espera receber, sem criar uma nova dívida e com juros menores do que na contração de uma linha de crédito tradicional, por exemplo.

Outra opção bastante ofertada pelos bancos privados as pessoas jurídicas é o cheque especial (LIS). O valor e as condições são avaliadas caso a caso, porém esse limite fica disponível na conta corrente, a tornando opção para cobrir despesas do dia a dia das empresas, que por vezes ignoram as taxas de juros que podem chegar até aos 160% por ano.

Linhas de créditos para aquisição de máquinas 

Adquirir os equipamentos para aumentar seu ritmo de produção é um dos maiores objetivos das pequenas e médias empresas, por isso, linhas de crédito para esse fim não param de crescer. 

Um dos modelos mais populares é o BNDES Finame. Com ele, é possível financiar o maquinário utilizando o crédito cedido por instituições parceiras do BNDES. 

O financiamento de máquinas pelo sistema Finame segue alguns critérios, entre eles, os equipamentos e bens de informática e automação devem ser novos, de fabricação nacional e credenciados pelo Banco de Desenvolvimento.

Mas, qualquer equipamento entra nessa lista? Não, vale a pena conferir durante a proposta quais são os itens autorizados, mas a lista oficial contém: 

  • sistemas industriais;
  • componentes;
  • materiais industrializados;
  • bens de informática e de automação;
  • veículos pesados a gás e equipamentos de abastecimento;
  • ônibus, caminhões e aeronaves executivas; 
  • capital de giro para a aquisição de máquinas e equipamentos (até 30% do valor).

 

Outra linha de crédito com esse objetivo é o leasing, que funciona como uma espécie de contrato de locação. Sem a incidência do IOF, o leasing tem parcelas e taxas menores, o que o torna mais atrativo.

Por meio dele, a empresa utiliza o bem e pode, caso queira, comprar o item no término do contrato. Sendo a responsável pela manutenção, assistência técnica e qualquer outro gasto que o equipamento possa causar.

 

Peer-to-peer

Entre as linhas de crédito para pequenas e médias empresas, as plataformas de P2P Lending são novidade. Ou seja, elas estão mudando o mercado através da tecnologia e por seu modelo de negócio, que conectam empresas em busca de empréstimo com indivíduos (investidores pessoas físicas) que têm dinheiro para emprestar.

Sem a participação de bancos durante o processo, as principais vantagens do peer-to-peer para as empresas são:

  • a maior facilidade para conseguir auxílio;
  • juros mais acessíveis;
  • rapidez nas transações realizadas 100% online;
  • o investidor apenas empresta o dinheiro, sem vínculos societários;
  • não é preciso garantia;
  • prazo para pagamento de até 24 meses.

 

Nesse sentido, na Nexoos, facilitamos o acesso ao crédito para pequenas e médias empresas, com taxas competitivas, de forma 100% online, segura e sem burocracia. Os valores variam entre R$15 mil e R$500 mil, com prazo de até 24 meses para pagamento. 

Quer saber mais? Solicite o seu empréstimo em nosso site.

Crédito para a sua empresa

Crédito para capital de giro

Assim como a compra de máquinas, a falta de capital de giro é umas das principais dores de quem quer empreender no Brasil, afinal, manter as contas em dia, enfrentar as crises e ter dinheiro para investir na expansão não é uma tarefa fácil. E é como solução para essas questões que as linhas de crédito para capital de giro foram criadas. 

O empréstimo para capital de giro pode ser usado para ter dinheiro em caixa para suportar a operação, para despesas com a equipe, das contas, dos fornecedores, renovar estoque, investir em marketing ou começar um novo projeto. 

Quer saber mais sobre o capital de giro e como gerenciar esse crédito? Confira este artigo com tudo o que você precisa saber sobre empréstimo para capital de giro.

 

Empréstimo com garantia

As pequenas e médias empresas que optam por essa linha de crédito costumam utilizar um bem, como um imóvel ou veículo, por exemplo, como garantia do pagamento.

Assim reduzem o risco de inadimplência e conseguem taxas de juros menores, parcelas que cabem no orçamento e prazo maiores.

Nesse sentido, há ainda outro benefício, o valor não é limitado a um objetivo pré-estabelecido na hora da negociação com o agente de crédito. Por isso, a empresa pode investir desde pagamento da folha até a aquisição de bens e novos projetos.  

É essencial lembrar que os bens oferecidos como garantia não serão “tomados” no primeiro sinal de inadimplência. É preciso que todas as chances de retorno do valor sejam negociadas entre ambas as partes antes que o processo chegue a este fim. 

 

Cooperativas de crédito

Fugindo um pouco dos modelos mais comuns de linhas de crédito para pequenas e médias empresas, as cooperativas de crédito são organizações sem fins lucrativos, que reúnem pessoas com o objetivo de fornecer crédito entre os participantes.

Com modelos de crédito que variam entre empréstimos, financiamentos e outros serviços, a maior diferença entre as cooperativas e os agentes financeiros mais tradicionais é que os clientes ao abrirem suas contas, se tornam sócios do negócio.

Além disso, as operações não visam lucro, assim os valores arrecadados devem ser compartilhados entre todos os cooperados ou investidos na própria cooperativa. Em caso de prejuízos, o cooperado pode ter que arcar com eventuais perdas

As linhas de créditos para pequenas e médias empresas deste modelo envolvem o pagamento de juros reduzidos devido a algumas isenções de tributos, como PIS (Programa de Integração Social) e CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido), que viabilizam o negócio. 

 

Microcrédito

Voltada para micro e pequenas empresas, essa linha de crédito tem como atributo principal a concessão de pequenos valores (até R$15 mil) e prazos de pagamento menores. Características que a tornam ideal para empreendedores que ainda não possuem o capital suficiente para abrir o próprio negócio. 

Atualmente, agências de fomento, o BNDES e os bancos oferecem esse tipo de crédito, com taxa de juros máxima de 4% ao mês.

Confira os benefícios de escolher o microcrédito:

  • taxas de juros reduzidas
  • isenções (IOF, por exemplo)
  • orientação técnica para o negócio.
  • liberação rápida

 

Crowdfunding Empresarial

Também conhecido como financiamento coletivo, tornou-se também um fonte de recursos para empresas em busca de aporte inicial ou com projetos para um novo produto ou serviço.

Apesar de bastante comum, não é a opção ideal para gerar capital de giro ou fundos para operação da empresa. O crédito precisa ter um destinação única, que irá incentivar os investidores a fazerem parte do seu projeto

Existem diversas maneiras de fazer o crowdfunding empresarial. Mas em todas elas, o primeiro passo é cadastrar o seu projeto em uma plataforma, definir a meta e elaborar uma boa descrição.

Afinal, o alcance e persuasão da proposta irão definir o sucesso do financiamento. Além disso, caso a meta não seja atingida, o dinheiro retorna aos que querem investir/doar.

 

Investidores Anjo

investidores anjo

Nessa linha de crédito para pequenas e médias empresas, geralmente startups, um grupo de pessoas que possuem empresas de sucesso se tornam investidores de empresas mais jovens. 

Ao contribuir, não apenas com meios financeiros, os investidores anjo se tornam mentores, recebem uma participação minoritária no negócio e participam das decisões mais estratégicas.

 

Qual a melhor opção entre as linhas de crédito para pequenas e médias empresas?

Com tanta variedade de linhas de crédito para pequenas e médias empresas, encontrar a opção ideal não é simples, por isso, selecionamos algumas dicas que vão te ajudar na decisão.

Porém, caso não se sinta preparado para decidir, você pode sempre contar com a ajuda de um consultor financeiro.

 

Como o crédito será utilizado? 

Acima de tudo, é preciso definir a forma de uso do crédito. Afinal, é o único caminho para decidir o valor necessário e se o seu projeto se encaixa em alguma linha de crédito com destinação exclusiva, como salários da equipe, capital de giro ou compra de máquinas. 

Com um objetivo claro, é mais fácil garantir o uso consciente dos recursos e fazer pesquisas sobre as linhas de crédito ideais para a sua empresa, por exemplo.

 

Entenda os detalhes e exigências de cada linha de crédito

Além dos juros, taxas e condições, as linhas de crédito para pequenas e médias empresas são bem diversas e nem todas elas serão adequadas para o seu negócio. 

Nesse sentido, busque detalhes como o valor mínimo e máximo, qual a carência para início dos pagamentos e qual o prazo de parcelamento. Além disso, fique atento aos fatores de restrição da linha de crédito.

Com os detalhes em mãos, analise todas as opções e faça uma análise entre elas. Dessa forma é mais assertivo descobrir a opção ideal para sua empresa. 

 

Além dos juros, considere os custos totais

O custo efetivo total (CET) das linhas de crédito para pequenas e médias empresas vai além das taxas de juros.

Ou seja, na hora de escolher o modelo de crédito ideal, leve em conta também taxas, tributos e outros encargos que podem incidir sobre o seu pedido. 

Então, com a visão completa de custos, reavalie a opção mais adequada ao valor que sua empresa pode pagar no momento.

 

Por último, a Instituição Financeira 

Instituição Financeira

Depois que a linha de crédito estiver definida, chegou a hora de encontrar a operadora de crédito que será responsável pela oferta de crédito.

Neste momento, avalie mais uma vez as taxas, prazo e burocracia do processo. Na maioria dos casos, quanto mais acessíveis as condições e taxas, por exemplo, melhor e mais fácil para a sua empresa conseguir o crédito. 

A Nexoos, conecta empresas que precisam de crédito a pessoas com dinheiro para investir.

Com atuação em todo o Brasil,  facilitamos o acesso ao crédito, com taxas de juros competitivas, prazo de 24 meses, de forma 100% online, segura e sem burocracia.

Por isso, não perca tempo, faça sua solicitação agora mesmo e impulsione a empresa!

Redação Nexoos

Compartilhe este Artigo   

Deixe seu comentário

Os comentários estão fechados.

Precisa de dinheiro para impulsionar seu negócio?

Insira o valor desejado entre R$15.000,00 e R$500.000,00 para iniciar sua cotação.

Artigos Relacionados

Inscreva-se em
nosso Blog!

Receba, em primeira mão, conteúdos exclusivos sobre empreendedorismo e investimentos.